Página 1 dos resultados de 9 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

‣ Estudo da permeabilidade do epitélio pulmonar através da depuração do radioaerossol dietilenotriaminopentacético (DTPA) com o uso de pressão positiva expiatória nas vias aéreas (EPAP)

Albuquerque, Isabella Martins de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
38.499631%
Introdução: A taxa de depuração pulmonar do radioaerossol dietilenotriaminopentacético marcado com Tecnécio-99m (99mTc-DTPA) constitui um índice da permeabilidade do epitélio pulmonar. Vários estudos têm demonstrado o efeito da pressão positiva expiratória final (PEEP) na taxa de depuração do 99mTc-DTPA. A pressão positiva expiratória (EPAP), aplicada de forma não-invasiva, promove aumento do volume pulmonar. Objetivos: Avaliar o padrão da depuração pulmonar do radioaerossol do 99mTc-DTPA com o uso da EPAP e comparar os achados da depuração pulmonar do 99mTc-DTPA em níveis diferentes de EPAP (10 cmH2O, 15 cmH2O e 20 cmH2O). Determinar se a altura, o índice de massa corporal (IMC) e o gênero dos indivíduos interferem no tempo de meia-vida (T½) do complexo 99mTc-DTPA. Métodos: Realizou-se um ensaio clínico randomizado, unicego, no qual os voluntários foram submetidos à cintigrafia pulmonar com radioaerossol de 99mTc- DTPA em duas etapas: cintigrafia em respiração espontânea e respiração sob suporte ventilatório por EPAP (RHDSON Vital Signs®, New Jersey, EUA). Foram estudados 30 indivíduos hígidos adultos jovens (15 do sexo feminino e 15 do sexo masculino, média de idade 28,26 ± 5,40 anos) que constituíram o Grupo 1 - EPAP 10 cmH2O (n = 10); Grupo 2 - EPAP 15 cmH2O (n = 10) e Grupo 3 - EPAP 20 cmH2O (n = 10). O radioaerossol 99mTc-DTPA foi administrado durante três minutos através de um aparelho portátil específico para inalação pulmonar de aerossóis radioativos (Aerogama®...

‣ Fracionamento de manganês acumulado nos tecidos de mudas de caramboleira

Hernandes, Amanda; Cazetta, Jairo Osvaldo; Natale, William; Rozane, Danilo Eduardo; Souza, Henrique Antunes de; Romualdo, Liliane Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1679-1686
Português
Relevância na Pesquisa
28.092822%
A caramboleira (Averrhoa carambola) tende a acumular grande quantidade de Mn nos seus tecidos, mas são escassas as informações sobre a forma como o excesso desse nutriente permanece na planta. Com o objetivo de contribuir para o esclarecimento desse aspecto, neste trabalho foram cultivadas mudas de caramboleira em solução nutritiva de Furlani (1999) com concentrações crescentes de Mn (0; 0,5; 25; e 50 mg L-1 de Mn), e aos 30, 60, 90 e 120 dias os tecidos de caule, folha e raiz foram colhidos e submetidos a uma sequência de soluções extratoras: água, DTPA (ácido dietilenotriaminopentacético) e HCl (ácido clorídrico) 1 mol L-1, com posterior determinação da quantidade de Mn nos extratos e nos tecidos remanescentes. Foram encontrados teores crescentes de Mn nos extratos de água, DTPA e HCl 1 mol L-1. A maior parte (cerca de 50 %) do Mn permaneceu no tecido vegetal, mesmo após subsequentes extrações com as diferentes soluções extratoras, indicando que essa parte está fortemente ligada aos tecidos. Os maiores teores de Mn foram encontrados nas raízes e, os menores, no caule e nas folhas, sugerindo que a caramboleira tende a fixar o Mn nas raízes, possivelmente como mecanismo para limitar o transporte para a parte área...

‣ Etilenodicisteína-99m Tc é um radiofármaco mais efetivo que o ácido dietilenotriaminopentacético-99m Tc para excluir obstrução em pacientes com dilatação das vias urinárias; Technetium-99m-L,L-Ethylenedicysteine is more effective than technetium-99m diethylenetriamine penta-acetic acid for excluding obstruction in patients with pyelocalicinal dilation

Mariana da Cunha Lopes de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
48.816685%
A diferenciação entre obstrução mecânica e dilatação das vias urinárias sem obstrução é extremamente importante para se determinar o tratamento correto. O objetivo deste trabalho foi avaliar a utilidade do estudo renal dinâmico com diurético (ERDD) com L,L-etilenodicisteína marcada com tecnécio-99m (EC-99mTc) em pacientes com resultados indeterminados ou possíveis falso-positivos para obstrução no ERDD com ácido dietilenotriaminopentacético marcado com 99mTc (DTPA-99mTc). Noventa e dois pacientes foram estudados, sendo 63 do sexo masculino e 29 do sexo feminino, com idades variando de um mês a 74 anos (média 16,6 +/-21,25 anos), num total de 103 rins com padrão cintilográfico indeterminado (20/103) ou possível resultado falso positivo para obstrução atribuível à função glomerular reduzida ou dilatação acentuada das vias excretoras (83/103) no ERDD com DTPA-99mTc (<60% de excreção do radiofármaco em 20 minutos - tempo em que 50% do radiofármaco foi excretado pelos rins (T½) >15 minutos). Os pacientes foram então submetidos a ERDD com EC-99mTc, sendo realizadas imagens dinâmicas antes e após a administração venosa de furosemida e seguindo-se o mesmo protocolo de aquisição de imagens utilizado com DTPA-99mTc. O intervalo de tempo entre os ERDD com DTPA-99mTc e com EC-99mTc variou de 2 a 64 dias. As taxas de excreção aos 20 minutos após a injeção de furosemida foram calculadas para ambos radiofármacos e foram estatisticamente comparadas utilizando-se o teste t pareado. A porcentagem de excreção após a administração de furosemida foi de 25...

‣ Modelo experimental de obstrução ureteral em coelhos; Experimental model of ureteral obstruction in rabbits

Rodolfo Otávio Tomaz Bertti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.77577%
A estenose da junção pieloureteral (JUP) é uma das anomalias congênitas mais frequentes. Clinicamente, pode se manifestar por infecção do trato urinário, por dor e pela perda da função renal. Portanto, o estudo desta doença é importante para se determinar a melhor forma tratamento. O objetivo deste trabalho foi criar um modelo experimental de estenose ureteral. Dez coelhas da raça New Zealand foram estudadas, com idade de três meses e peso aproximado de 3,5kg. Através de laparotomia e abordagem do retroperitôneo, um segmento do ureter esquerdo foi introduzido no músculo psoas ipsilateral de forma padronizada. O lado direto funcionou como controle. Um mês após a cirurgia, os animais foram submetidos a estudo renal cintilográfico com o ácido dietilenotriaminopentacético marcado com 99mTc (DTPA-99mTc). Em seguida, os animais foram submetidos à eutanásia e as peças (rins e ureteres) retiradas para análise histológica. O estudo cintilográfico demonstrou que sete unidades renais esquerdas apresentaram padrão de obstrução ureteral. A porcentagem de excreção após a administração de furosemida variou de 1 +/- 74% para DTPA-99mTc, apresentando uma diferença estatisticamente significante (p<0,05). No estudo anatomopatológico...

‣ Efeito de biocidas sobre biofilmes bacterianos envolvidos em processos de biocorrosão em plataformas marítimas da PETROBRAS

Cavalcanti, Guarani de Hollanda
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
27.77577%
Estudamos o efeito de soluções químicas (biocidas, bases ativas, inibidores metabólicos e de corrosão) no controle do crescimento de bactérias redutoras de sulfato (BRS) sésseis e planctônicas e na desorganização de biofilmes presentes nos oleodutos e em tubulações do sistema de injeção de água do mar de plataformas de petróleo da Petrobras. Bactérias coletadas nesses locais foram cultivadas em laboratório, em sistemas estático e dinâmico de fluxo d2019água, na ausência e presença de cinco diferentes produtos. Posteriormente, amostras tratadas e não tratadas foram analisadas por testes microbiológicos, ultra-estruturais e por microanálise de raios-X. Além dos ensaios laboratoriais, foram analisados resíduos coletados de um oleoduto da Bacia de Campos, antes e após o tratamento com bases ativas. Adicionalmente, padronizamos a técnica de microscopia confocal de varredura a laser para o estudo in situ de biofilmes bacterianos aderidos à superfície metálica de corpos-de-prova. Dentre os produtos testados no controle microbiano, a solução de ácido dietilenotriaminopentacético (DTPA) foi a de melhor desempenho nos testes estáticos, seguida pela solução de glutaraldeído conjugado com sais quaternários de amônio (GA-QAT). O DTPA também foi utilizado no oleoduto...

‣ Fracionamento de manganês acumulado nos tecidos de mudas de caramboleira

Hernandes,Amanda; Cazetta,Jairo Osvaldo; Natale,William; Rozane,Danilo Eduardo; Souza,Henrique Antunes de; Romualdo,Liliane Maria
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
28.092822%
A caramboleira (Averrhoa carambola) tende a acumular grande quantidade de Mn nos seus tecidos, mas são escassas as informações sobre a forma como o excesso desse nutriente permanece na planta. Com o objetivo de contribuir para o esclarecimento desse aspecto, neste trabalho foram cultivadas mudas de caramboleira em solução nutritiva de Furlani (1999) com concentrações crescentes de Mn (0; 0,5; 25; e 50 mg L-1 de Mn), e aos 30, 60, 90 e 120 dias os tecidos de caule, folha e raiz foram colhidos e submetidos a uma sequência de soluções extratoras: água, DTPA (ácido dietilenotriaminopentacético) e HCl (ácido clorídrico) 1 mol L-1, com posterior determinação da quantidade de Mn nos extratos e nos tecidos remanescentes. Foram encontrados teores crescentes de Mn nos extratos de água, DTPA e HCl 1 mol L-1. A maior parte (cerca de 50 %) do Mn permaneceu no tecido vegetal, mesmo após subsequentes extrações com as diferentes soluções extratoras, indicando que essa parte está fortemente ligada aos tecidos. Os maiores teores de Mn foram encontrados nas raízes e, os menores, no caule e nas folhas, sugerindo que a caramboleira tende a fixar o Mn nas raízes, possivelmente como mecanismo para limitar o transporte para a parte área...

‣ Fracionamento de manganês acumulado nos tecidos de mudas de caramboleira.

HERNANDES, A.; CAZETTA, J. O.; NATALE, W.; ROZANE, D. E.; SOUZA, H. A. de; ROMUALDO, L. M.
Fonte: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 35, p. 1679-1685, 2011. Publicador: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v. 35, p. 1679-1685, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
28.092822%
Resumo: A caramboleira (Averrhoa carambola) tende a acumular grande quantidade de Mn nos seus tecidos, mas são escassas as informações sobre a forma como o excesso desse nutriente permanece na planta. Com o objetivo de contribuir para o esclarecimento desse aspecto, neste trabalho foram cultivadas mudas de caramboleira em solução nutritiva de Furlani (1999) com concentrações crescentes de Mn (0; 0,5; 25; e 50 mg L-1 de Mn), e aos 30, 60, 90 e 120 dias os tecidos de caule, folha e raiz foram colhidos e submetidos a uma sequência de soluções extratoras: água, DTPA (ácido dietilenotriaminopentacético) e HCl (ácido clorídrico) 1 mol L-1, com posterior determinação da quantidade de Mn nos extratos e nos tecidos remanescentes. Foram encontrados teores crescentes de Mn nos extratos de água, DTPA e HCl 1 mol L-1. A maior parte (cerca de 50 %) do Mn permaneceu no tecido vegetal, mesmo após subsequentes extrações com as diferentes soluções extratoras, indicando que essa parte está fortemente ligada aos tecidos. Os maiores teores de Mn foram encontrados nas raízes e, os menores, no caule e nas folhas, sugerindo que a caramboleira tende a fixar o Mn nas raízes, possivelmente como mecanismo para limitar o transporte para a parte área...

‣ Avaliação do efeito de um adoçante comercial com sucralose na marcação de constituintes sanguíneos com tecnécio-99m, na morfologia das hemácias e na biodisponibilidade dos radiofármacos pertecnetato de sódio e ácido dietilenotriaminopentacético-tecnécio-99m em ratos Wistar.

Rocha, Gabrielle de Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.464126%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Células e moléculas são marcadas com tecnécio-99m (99mTc) e usadas na obtenção de imagens em medicina nuclear. Produtos naturais e sintéticos podem interferir na marcação de constituintes sanguíneos com 99mTc. A sucralose é um adoçante utilizado em alimentos e bebidas, sendo indicado para indivíduos com dietas de restrição calórica como obesos e diabéticos. O objetivo desse estudo foi avaliar o efeito do adoçante comercial com sucralose: (i) na marcação de constituintes sangüíneos com 99mTc; (ii) na morfologia das hemácias e (iii) na biodistribuição dos radiofármacos pertecnetato de sódio (Na99mTcO4) e ácido dietilenotriaminopentacético marcado com 99mTc (99mTc-DTPA) em ratos Wistar. No estudo in vitro, amostras de sangue de animais foram isoladas e incubadas com diferentes concentrações da solução de sucralose ou solução de NaCl 0,9% (controle). No tratamento in vivo, animais foram tratados com sucralose em diferentes doses ou solução de NaCl 0,9% (controle) e em diferentes tempos. Amostras de sangue foram isoladas e a marcação de constituintes sanguíneos com 99mTc foi realizada. Plasma e células foram isolados por centrifugação. Frações solúvel e insolúvel de plasma e células sanguíneas também foram separadas utilizando-se ácido tricloroacético a 5% e centrifugação. A radioatividade em cada fração foi contada e a porcentagem de radioatividade incorporada (%ATI) foi calculada. Distensões sanguíneas foram preparadas...

‣ Comportamento de dois cultivares de soja em função do manganês do solo

Miranda,Manoel Albino Coelho de; Mascarenhas,Hipólito Assunção Antonio; Bulisani,Eduardo Antonio; Valadares,José Maria Aires da Silva; Hiroce,Rúter
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1982 Português
Relevância na Pesquisa
27.77577%
Foi estudado, em casa de vegetação, o comportamento dos cultivares de soja Biloxi e Forrest, em amostras subsuperficiais de Latossolo Roxo distrófico dos municípios paulistas de Campinas, Guaíra, Guatapará e Cândido Mota, contendo respectivamente 2,9, 6,4, 11,3 e 12,9 ppm de Mn solúvel em ácido dietilenotriaminopentacético (DTPA). A expressão da toxicidade de Mn foi avaliada 27 dias após o plantio, através de notas atribuídas aos sintomas visuais; produção de matéria seca das raízes e parte aérea; e da análise química da parte aérea. O cultivar Biloxi não apresentou sintomas de toxicidade até ao nível de 6,4 ppm de Mn no solo (Guaíra), enquanto o 'Forrest' já os apresentava nesse nível. A medida que se tornavam mais elevados os teores de Mn no solo, mais agudos se apresentavam os sintomas de toxicidade e menor a produção de matéria seca, sendo que o 'Forrest' mostrou muito maior sensibilidade, o que foi confirmado pelo aumento do teor de Mn na parte aérea. Sendo eficiente na absorção do Mn do solo e na manifestação dos sintomas de toxicidade a níveis baixos deste elemento, o 'Forrest' é o cultivar adequado para utilizar como indicador de níveis tóxicos de Mn. A concordância entre as notas atribuídas aos sintomas visuais...