Página 10 dos resultados de 6816 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

‣ Le cinéma documentaire comme pratique sociale et comme expérience imaginaire de sociabilité : analyse de La moindre des choses, Ce gamin-là et Le moindre geste

Hermann, Julie
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
L'objectif de ce projet de recherche était d'approfondir notre compréhension des liens entre communauté et cinéma, rendus possibles par et pour le film documentaire, à travers l'analyse des interactions entre le cinéaste, la personne filmée et le spectateur. L'expérience cinématographique sera analysée d'une part en tant que pratique sociale à travers la prise en considération du contexte de production des films. D'autre part, le film sera aussi considéré comme expérience imaginaire de sociabilité. Les trois films de notre corpus s'intéressent à des expériences communautaires atypiques et mettent en scène des relations fragiles et précaires avec des personnes souffrant de troubles sociaux majeurs, c'est-à-dire des psychotiques, des déficients intellectuels profonds ou des autistes. C'est à partir de l'expérience de l'apparente insociabilité de ces individus que nous réfléchirons au lien d'accompagnement ainsi qu'au concept de care qui seront envisagés, aussi, comme pouvant traduire la relation particulière qui a lieu entre le spectateur et le film. En effet, le cinéma permet l'élaboration d'une expérience relationnelle construite dans les œuvres médiatiques. Le dispositif filmique donne l'occasion au spectateur d'expérimenter des postures morales et affectives nouvelles. Nous tiendrons compte...

‣ Cinéma et sens de la ville : la ville idéelle

Raynaud, Michel Max
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
C’est principalement par le cinéma que nous connaissons et partageons le réel des villes, même celles dans lesquelles nous vivons. Par le cinéma, nous découvrons plus de villes que nous n’en visiterons jamais. Nous connaissons des villes que nous n'avons jamais vues. Nous apprenons à découvrir des villes que nous connaissons déjà. Nous avons en mémoire des villes qui n'existent pas. Que nous soyons spectateur ou créateur, les villes existent d'abord dans notre imaginaire. Percevoir, représenter et créer sont des actes complémentaires qui mobilisent des fonctions communes. Toute perception est conditionnée par le savoir et la mémoire, elle dépend de la culture. Toute représentation, si elle veut communiquer, doit connaître les mécanismes et les codes mémoriels et culturels du public auquel elle s’adresse. Le cinéma ne fait pas que reproduire, il crée et il a appris à utiliser ces codes et ces mécanismes, notamment pour représenter la ville. L’étude du cinéma peut ouvrir aux urbanistes et aux professionnels de l’aménagement, de nouveaux champs de scientificité sur le plan de la représentation et de la perception comme partage du réel de la ville. La ville et le cinéma doivent alors être vus comme un spectacle dans son acception herméneutique...

‣ De Jocaste à Lolita : Œdipe et l'hypersexualisation des jeunes filles au cinéma

Willis, Louis-Paul
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
La présente thèse étudie l’hypersexualisation des jeunes filles en tant que phénomène culturel contemporain. En mettant à profit une approche conceptuelle psychanalytique et féministe, la thèse tente de comprendre le rôle joué par le regard, le désir et le fantasme dans ce phénomène. S’éloignant volontairement des discours critiques existant sur le sujet, l’objectif est de voir comment le cinéma peut mener son spectateur à confronter les dimensions plus radicales (incestueuse, pédophile et œdipienne) de l’image d’une jeune fille hypersexualisée. Le parcours argumentaire se divise en trois parties. La première partie effectue un inventaire sommaire des études portant sur l’hypersexualisation des jeunes filles. Tout en constatant l’actuelle pornographisation du paysage médiatique contemporain, le lecteur est amené à prendre connaissance de la nature alarmiste et foncièrement iconophobe de ces discours critiques, qui accordent peu d’attention à la dimension fantasmatique du phénomène. Une rétrospective des réflexions féministes sur le regard et le désir vient ensuite orienter le parcours vers les enjeux liés à la représentation médiatique de la féminité, ainsi que son lien avec le regard et le désir cinématographiques. La deuxième partie s’attarde aux discours féministes portant sur la représentation de la Femme en tant que signe. Constatant les limites de la traditionnelle dichotomie ange/putain...

‣ Cinéma militant et pensée nomade : une expérience cinématographique nomade dans le nord-ouest de l'Argentine

Garcia Blanes, Fernando
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Au cours de l'Histoire, les humains alors nomades sont devenus sédentaires. Est-il possible de tisser des liens entre les différentes formes de nomadisme actuel et une certaine implication politique ? Selon une approche critique des pouvoirs hégémoniques, l'auteur répond à cette question à travers une expérience cinématographique nomade dans le Nord-ouest argentin. Il étudie les relations qui peuvent exister entre une pensée nomade, le militantisme et le cinéma. Suivant les révolutions sociales des années 30 à 70, certains nomades, qui parcouraient le monde comme contestation d'un mode de vie normatif, se tournent aujourd'hui vers un existentialisme quotidien. Quant au cinéma militant argentin, sa pratique passe d'une confrontation révolutionnaire face à l'hégémonie, vers la construction de subjectivités variées et précises. L'agencement entre le cinéma militant et l'expérience nomade mettra à jour l'importance d'une « communication nomade » qui s'installe aux interstices de la contestation sociale et de l'autonomie individuelle.; Throughout history, humans have gone from a nomadic to a sedentary lifestyle. Is it possible to forge links between current forms of nomadism and political involvement? Using a critical approach of the powers of dominating institutions...

‣ Vers un cinéma immatériel : réminiscences du cinématographique dans l’œuvre d'Olafur Eliasson

Champagne, Julien
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Il est désormais commun de reconnaître que le cinéma, aujourd’hui, s’émancipe de son dispositif médiatique traditionnel, adoptant maintes formes liées aux champs culturels qui l’accueillent : jeux vidéo, web, médias portatifs, etc. Toutefois, c’est peut-être le champ des arts visuels et médiatiques contemporains qui lui aura fait adopter, depuis la fin des années soixante, les formes les plus désincarnées, allant parfois jusqu’à le rendre méconnaissable. À cet effet, certaines œuvres sculpturales et installatives contemporaines uniquement composées de lumière et de vapeur semblent, par leurs moyens propres, bel et bien reprendre, tout en les mettant à l’épreuve, quelques caractéristiques du médium cinématographique. Basé sur ce constat, le présent mémoire vise à analyser, sur le plan esthétique, cette filiation potentielle entre le média-cinéma et ces œuvres au caractère immatériel. Pour ce faire, notre propos sera divisé en trois chapitres s’intéressant respectivement : 1) à l’éclatement médiatique du cinéma et à sa requalification vue par les théories intermédiales, 2) au processus d’évidement du cinéma – à la perte de ses images et de ses matériaux – dans les pratiques en arts visuels depuis une cinquantaine d’années...

‣ Silenciosas narrativas em imagem-tempo: Jo?o Gilberto Noll, esvaziamento discursivo e cinema moderno

BRASIL, Marcelo Pereira
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Este trabalho consiste num exerc?cio de leitura da narrativa liter?ria do escritor brasileiro Jo?o Gilberto Noll, promovendo uma aproxima??o de sua obra ao conceito de imagem-tempo, do fil?sofo Gilles Deleuze, no tocante a aspectos narrativos e ? tend?ncia ao esvaziamento discursivo, ao sil?ncio, enquanto elemento significativo na produ??o art?stica e tend?ncia na arte moderna. O conceito imagem-tempo foi engendrado pelo fil?sofo franc?s para pensar o cinema moderno, que se perfaz num regime de imagens que rompe com a narratividade cl?ssica, com a percep??o baseada no esquema sens?rio-motor. Neste trabalho, no entanto, o conceito ? pensado em rela??o ? obra liter?ria de Jo?o Gilberto Noll, que guarda forte rela??o com o cinema moderno e se nos apresenta em fragmentada tessitura imag?tica, tendendo ao esvaziamento discursivo. Assim, tendo como ponto de reflex?o a obra de Noll, buscamos discutir como a imagem-tempo e o sil?ncio comp?em a obra do escritor. Ap?s apresenta??o e discuss?o do conceito de imagem-tempo e de sil?ncio, procedemos a uma leitura de pontos significativos da obra ficcional de Noll, ensaiando uma rela??o entre cinema, literatura e outras artes no que concerne basicamente ? produ??o de imagens numa determinada forma narrativa...

‣ Barravento, Orí e Santo Forte: representação das religiões afrobrasileiras no cinema; Barravento, Ori et Santo Forte représentation des religions afro-brésiliennes au cinéma

SILVA, Conceição de Maria Ferreira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Comunicação; Ciências Sociais Aplicadas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Comunicação; Ciências Sociais Aplicadas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Ce travail enquête les processus de représentation des religions afro-brésiliennes, spécialement du Candomblé et de l'Umbanda dans le cinéma, avec les films : "Barravento" (Glauber Rocha, 1962), "Ôrí" (Raquel Gerber,1989) et "Santo Forte (Eduardo Coutinho, 1999). Considérant le rôle de les médias et du cinéma comme principale matrice culturelle des sociétés contemporains, et ainsi aussi un significatif espace de lutte pour l'hégémonie, se cherche comprendre ce lequel et comme ces représentations cinématographiques ils "parlent" de cet univers religieux dans leurs récits, et identifier aussi les possibilités d'expression de ce groupe social subalterne. Ainsi, cette recherche utilise deux perspectives complémentaires, de la Communication comme élément prépondérant dans la construction de l'imaginaire, de la subjectivité et des représentations sociales; et aussi de la Théorie du Cinéma, comme véhicule de représentation de valeurs et conceptions, avec lesquelles les personnes s'identifient. Pour atteindre les objectifs proposés, s'utilise la méthodologie d'analyse des films, élaborée à partir de contributions de divers auteurs et aussi du choix d'aspects de la langue cinématographique et de l'univers culturel abordé...

‣ Os limites da narrativa de Um amor de Swann: questões de literatura e de sua adaptação para o cinema; Les limites du récit d Un amour de Swann: problèmes de littérature et de son adaptation pour le cinéma

VIEIRA, Thales Rodrigo
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Letras e Linguística; Lingüística, Letras e Artes
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Pour cette recherche, nous avons proposé de comparer le livre, Un amour de Swann, Marcel Proust, avec l'éponyme du réalisateur Volker Schlöndorff, qui adapte le texte proustien pour le cinéma. Nous avons vérifié si ces travaux ont seulement le même titre, ou s'ils partagent des caractéristiques structurelles et artistiques au-delà du niveau narratif de l'histoire. Nous nous sommes enfuis, donc, le ton dominant de l'étude de l'adaptation du texte littéraire au cinéma, qui traite largement de l'adaptation seulement en termes de différence et ressemblance en termes d'histoire. Nous avons comparé les deux oeuvres donc, pour trouver des similitudes et des différences entre le texte littéraire et son adaptation cinématographique dans les niveaux les plus profonds de la structure narrative. À cette fin, nous avons utilisé la dichotomie histoire et discours. Toute cette discussion a mis en évidence ce qui est esthétiquement particulier au discours du récit littéraire de Proust, comme les figures de style et l'interférence de la subjectivité du narrateur dans le récit. Ainsi, cette discussion a révélé le discours propre du film: une description détaillée et objective faite par la caméra, par exemple, et l'absence du narrateur et de ses conséquences. La subjectivité du texte proustien est opposée à l'objectivité du discours du cinéma...

‣ O primeiro cineasta: cinema silencioso na Paraíba - marco zero de uma cinematografia fundada no real - no contexto do cinema brasileiro dos anos 1920; The first filmmaker: silent cinema in Paraíba - ground zero of a cinematography based on real - in the context of Brazilian cinema of the 1920s

Vilar, Lucio Sergio de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Deslocar a tônica dos estudos acerca da cinematografia paraibana dos anos 1960 (via advento do filme Aruanda) para os primórdios do século XX é o ponto de partida deste trabalho que empreendeu imersão em período da história até então não revisitado por pesquisas transformadas em documentos acadêmicos (dissertações, teses). Nessa linha e com esta perspectiva, o trabalho se propõe a responder uma questão central em torno da gênese da formação dessa cinematografia, marcada por uma singularidade deflagrada nos anos 1920: a filiação ao registro e produção de imagens em movimento do real, em contraposição ao gênero ficcional (posado), amplamente experimentado por demais ciclos cinematográficos do país no mesmo período. Revisitar o cinema silencioso paraibano permitiu, pela primeira vez na história, demonstrar ter sido este ciclo o efetivo marco zero da cinematografia local, fundada no código e na narrativa documental através de Walfredo Rodriguez, o primeiro cineasta. Procede-se a um reposicionamento de fatos, filmes e personagens obliterados ao longo de décadas para compreender a complexidade cultural envolvida no processo. O viés documental das imagens silenciosas vai se converter em gênero de expressão hegemônico no âmbito do moderno documentário brasileiro (1960) e ao longo de todo o século passado...

‣ Representações do feminino no cinema brasileiro de ficção : Mar de rosas, Um céu de estrelas e Trabalhar cansa; Feminine representations in fiction brazilian cinema : Mar de rosas, Um céu de estrelas and Trabalhar cansa

Marcella Grecco de Araujo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
A presente pesquisa tem por finalidade explorar as relações do cinema com a história a partir das representações do feminino em três filmes brasileiros de ficção. Para tanto, foram escolhidos os longas-metragens Mar de rosas (1977), de Ana Carolina, Um céu de Estrelas (1996), de Tata Amaral e Trabalhar cansa (2011), de Juliana Rojas e Marco Dutra como documentos históricos e como agentes da História. Como vetor principal de nossas análises, estabelecemos paralelos entre uma história do feminismo no Brasil e as exposições do feminino nos filmes em questão. As representações engendradas pelo artefato fílmico sugestionam muito na construção dos estereótipos de gênero e, da mesma forma, influem no sentido de desconstrução desses mesmos estereótipos. Por esse motivo, consideramos os filmes como agentes da História e como documentos históricos. As três obras por nós estudadas foram dirigidas por mulheres; ao destacá-las no contexto da produção nacional dos trinta e quatro anos que separam a primeira da última delas, um dos nossos objetivos foi jogar luz sobre a presença cada vez maior de mulheres na direção dos nossos filmes. Chamar atenção para os nomes das diretoras que participaram e participam da construção do cinema brasileiro é importante para mostrar que também nessa área as conquistas do feminismo foram efetivas...

‣ O pensamento musical no cinema : o exemplo de Ennio Morricone; Musical thought in cinema : Ennio Morricone's example

Orlando Marcos Martins Mancini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
O pensamento musical no cinema exemplificado pela "música aplicada" de Ennio Morricone originou-se em julho de 1992, na ACCADEMIA MUSICALE CHIGIANA, Siena - Itália, onde Ennio Morricone e Sergio Miceli ministraram conjuntamente o Corso de Perfezionamento in Musica per Film. Sucintamente, o curso propôs a possibilidade de uma confluência entre dois pensamentos relacionados à música de cinema, duas abordagens: uma musicológica, histórica e teórica, voltada a apresentar instrumentos idôneos na análise das relações intercorrentes entre música e imagem (a parte de Sergio Miceli); a outra, profissional, artesanal, estritamente relativa a um pensamento e uma praxe compositiva desenvolvida dentro dos vínculos impostos pela própria produção e linguagem cinematográfica (a parte de Ennio Morricone). Mesmo que primariamente distintas, de modo geral, as abordagens percorreram assuntos que, insistentemente, orbitaram em torno de um mesmo problema: qual o contexto da música e do compositor de cinema na história contemporânea? Utilizando inserções musicais das trilhas sonoras das duas trilogias do diretor Sergio Leone e de alguns filmes representativos situados em momentos importantes da trajetória de Ennio Morricone como referência...

‣ Os filmes da minha vida : exibição e salas de cinema em Brasília de 1960 a 1965

Martins, Daniela Marinho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2013.; O cinema é por excelência a arte da modernidade. Em Brasília, cidade símbolo do Brasil moderno, o Cinema ganharia espaço em seus primeiros anos: exemplo disso é o Cine Brasília, inaugurado junto com a cidade. Diante de tal perspectiva, esta dissertação tem como objetivo revelar o circuito exibidor brasiliense entre 1960 a 1963. Assim, ilustra parte da vida cultural e social brasiliense da época. Para tal, foi realizado um mapeamento da programação de exibição cinematográfica de Brasília a partir da coleta de dados do jornal Correio Braziliense. Foram analisadas 819 edições do impresso desse período e sistematizada a programação cinematográfica diária. Diante dessas informações, foi traçado um panorama acerca das salas de cinema e o do circuito alternativo de exibição da Capital em seus primeiros anos. _______________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Cinema is the art of modernity par excellence. In Brasilia, a city that stands as the symbol of modern Brazil...

‣ Cinema e filosofia : da logopatia à askhesis filosófica

Cardoso, Joana
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
O presente trabalho tem como tema a relação do cinema com a filosofia. Nele pretende-se defender a tese de que o filme, ao imitar uma acção real possível está mais capacitado do que um texto tradicional para induzir nos alunos um certo estado de consciência. Para uma visão mais completa daquilo que se irá debater, começaremos por estudar o conceito imagem desde a sua origem até à sua actual apoteose. Será no segundo momento do nosso trabalho que defenderemos a importância de um elemento afectivo no acesso filosófico ao mundo, uma vez que existem certas dimensões da realidade que necessitam de ser apresentadas sensivelmente através de uma compreensão “logopatica”, racional e afectiva, de modo a que as possamos compreender plenamente. O cinema visto filosoficamente é ainda capaz de produzir conceitos - imagens que se distinguem estruturalmente dos conceitos - ideias produzidos pela filosofia escrita. É na tentativa de esclarecer esse novo tipo de conceitos que encontraremos os principais argumentos que adensam as utilidades do cinema.

‣ It’s not fiction, it is fact: tensions between instrument and object a study about the use of cinema in education; Não é fita, é fato: tensões entre instrumento e objeto – um estudo sobre a utilização do cinema na educação

Cipolini, Arlete; Moraes, Amaury Cesar
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; "Avaliados por pares"; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2015 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
This dissertation aims at discussing the relationship between the school and the use of audiovisuals, mainly, cinema. The starting point is that even though schools are more equipped than ever, the insertion of the cinema in schools is not effective. With the advance of technology and the improvement of audiovisual equipments, nowadays, great movie productions are accessible to most part of the population through VHS and DVD. Such growth seemed to be ignored by schools, and it is noticed that public administrations publicize largely that schools are equipped with the necessary equipments for the reproduction of films, but with no preoccupation when it comes to the courses for teachers and educators for the task. This piece of work also discusses the historical importance of the language and its way of cumulated historical knowledge to be transmitted by the school to its members. The hypothesis of this dissertation that movie language besides being a pedagogical tool is also a knowledge tool that allows a broader perception of reality, and that the courses for teachers do not prepare the professionals for an adequate use of this resource and its language were confirmed during the research, leading to the conclusion that the school still uses new languages...

‣ O cinema e a adaptação literária: encontros e desencontros na transfiguração imagética da personagem Dorian Gray

Oliveira, Bárbara Carvalho de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
O cinema e a literatura iniciam suas relações no momento em que o primeiro percebe seu potencial narrativo. Desde então ele vem recorrendo à literatura como fonte de inspiração fazendo com que as discussões sobre as adaptações fílmicas sejam recorrentes e importantes. Na pós-modernidade o cinema constitui-se em uma das mais difundidas manifestações artísticas levando ao grande público grandes obras da literatura mundial. Embora cinema e literatura tenham o objetivo comum de contar estórias, cada um assim o faz segundo suas leis particulares. Enquanto a literatura dispõe primordialmente da palavra, o cinema utiliza luz, cores e sons para transmitir seu discurso. Portanto, uma vez que mudamos o meio de transmissão e significação, alterações necessárias e inevitáveis são feitas na obra adaptada fazendo com que as relações entre leitor e espectador se diferenciem. Durante a leitura, leitor e escritor trabalham juntos na construção de sentidos tornando-se co-autores da vida. Já no cinema, o espectador é colocado diante de uma realidade préselecionada pelo diretor. Porém mesmo o cinema permite que cada observador após assistir ao filme faça suas próprias interpretações. São os entrecruzamentos entre essas duas linguagens que as mantém vivas e inovadoras fazendo com que se lance um novo olhar sobre o uso da tecnologia nos processos de leitura.; Cinema and literature begin their relationship at the time the former notices its narrative potential. Since then it has turned to literature as a source of inspiration making the discussions of filmic adaptations recurring and important. In postmodern society...

‣ "O lado solar do tempo do fascismo" : Lisboa sob o olhar do novo cinema português

Correia, Tânia Sofia Neves
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Depois da Segunda Guerra Mundial, era tempo de pensar nos danos causados nas populações e nas cidades. Alguns artistas, arquitectos e pensadores, ao levarem para as suas mesas de trabalho o tema social, contribuíram para a revolução cultural, que acontecera em toda a Europa. Esta dissertação explora o discurso que a arquitectura e o cinema partilham sobre as cidades, sua relação simbiótica e suas consequências. A contextualização histórica e factual divide o trabalho em duas partes, sendo que, a primeira lança as bases para o debate que a segunda sugere: a forma como a cidade foi sendo representada ao longo do tempo, o discurso arquitectónico de Alison e Peter Smithson que se relaciona com o cinema e os habitantes da urbe e, introduzindo os casos de estudo, o contexto português na nova corrente cinematográfica que surgiria, nos anos 60, fruto de um longo período de saturação da censura. Os filmes do Novo Cinema português, tal como noutras correntes cinematográficas europeias dos anos 50 e 60, mostraram as ruas, as suas gentes, num registo quase documental e etnográfico. A cidade de Lisboa foi a mais usada para mostrar Portugal de 1962 até 1974, destacando-se um conjunto de três capítulos, cada um referente a uma zona da cidade. Dom Roberto...

‣ O cinema como recurso pedagógico no Quefacer formativo e profissional dos educadores sociais: análise das suas realidades e perspetivas de futuro em Portugal

Azevedo, Maria Lopes de; Bonifácio, Evangelina
Fonte: Universidade Católica Portuguesa do Porto Publicador: Universidade Católica Portuguesa do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Este estudo, enquadrado nas ciências da educação, em geral e na pedagogia social em particular, objetiva estudar o cinema e a educação social, tentando, perceber o papel do cinema na educação e as suas potencialidades enquanto recurso pedagógico na formação inicial e na prática profissional. Assim, constituem focos de análise questões subjacentes à evolução do cinema, da educação social e da configuração do papel do cinema nesta última, seja no âmbito da formação de educadores sociais, seja no âmbito da sua intervenção. Desejando contribuir para o (re)conhecimento das potencialidades do cinema na educação social, proceder-se-á à analise dos programas curriculares desta licenciatura e à auscultação dos seus alunos, desenvolvendo a investigação, partindo de possíveis conexões sobre experiências de utilização do cinema no âmbito da intervenção social. Dada a natureza multifacetada do tema de investigação impõe-se situa-lo não numa área de estudo, mas na intersecção das diversas áreas que nele possam confluir: inovação em educação, educação social, pedagogia social, animação comunitária e cidadania. Com esta investigação espera-se produzir conhecimento científico sobre o papel educativo do cinema e sobre as representações da educação no cinema...

‣ Literature and cinema: link and confrontation; Literatura e Cinema: elo e confronto

Gualda, Linda Catarina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Peer-reviewed Article Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 15/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
O objetivo deste artigo é discutir as relações entre literatura e cinema em níveis teóricos, considerando que ambas as artes possuem elos e diferenças. Da mesma maneira que a literatura foi a expressão artística de maior repercussão nos séculos XIX e XX, o cinema desponta hoje como a arte universal, aquela que agrega o maior número de interessados. Nesse sentido, o estudo comparado entre essas duas expressões permite uma análise da extraordinária contribuição que uma arte traz à outra.; The objective of this paper is to discuss the relations between literature and cinema in theoretical levels considering that both arts have connections and differences. Just as the literature was the most important art expression in the 19th and 20th centuries, the cinema nowadays is considered the universal art. In other words, cinema is the art which unite the biggest number of interested people. Then, the comparative study between these art expressions allows an analysis of the extraordinary contribution that one art brings to another.

‣ O cinema a serviço da educação: a experiência das escolas de ensino básico e secundário no Algarve; Cinema at the service of education: the experience of elementary and secondary schools in Algarve – Portugal

Pereira, Ana Catarina
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
Primeiro se estranha, depois se entranha. Assim se poderia definir, recorrendo a Fernando Pessoa, o primeiro contato de uma criança ou adolescente com o cinema que não faz parte do circuito comercial. Preparar o espectador para a visualização de obras que requerem uma análise cuidada e uma interpretação profunda é o papel dos professores que, de alguma forma, influenciam a vida e os gostos daqueles com quem contatam. À necessidade de formação destes  profissionais, associa-se a dificuldade de transposição de burocracias e preconceitos instituídos que continuam a condicionar a introdução do cinema nos programas de ensino básico e secundário. No Algarve, a região mais ao sul de Portugal Continental, o projeto Juventude Cinema Escola, coordenado por Graça Lobo, adquiriu uma notoriedade e seriedade contracorrentes.; First you will find it strange, but then you interiorize it. This is how we could define, using Fernando Pessoa, the first contact of a child or adolescent with the non-blockbuster cinema. Train the spectator to watch films that require careful consideration and a thorough interpretation – that is the role of teachers that, somehow, influence the lives and tastes of those with whom they contact. The need for training these professionals is associated with the difficulty of over passing established bureaucracies and prejudices that continue to constrain the introduction of cinema in the programs of basic and secondary education. In Algarve...

‣ Arte do cinema; The art ot cinema

Magno, Maria Ignês Carlos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
363.2846%
A autora propõe para a videografia deste numero uma reflexão sobre a linguagem cinematográfica: como o cinema fala de si, conta sua própria historia e mostra-se como linguagem. Destaca para esse objetivo clássicos do cinema mundial como: Corrida de automóveis para meninos, Carlitos no estúdio, ambos de Charles Chaplin; O Último magnata, de Elia Kazan; A noite americana, de François Truffaut; A Idade de ouro, de Luís Buñuel; O gabinete do dr. Caligari, de Robert Wiene; e finalmente, M. o vampiro de Dosseldorf, de Fritz Lang.; The author proposes, for this edition's videography, a reflection on cinematographic language: how does cinema talk about itself, tell its own story and show itself as a language. for this, it emphasízes world cinema classics such as: Kid Auto Races at Venice and Behind the Screen, both by Charles Chaplin; Elias Kazan's The Last Tycoon; François Trufíaut's La Nuit Americaine, Luis Bufiel's CAge d'Oc Robert Wiene's The Cabinet of Dr: Caligari; and, finally, Fritz Lang's M. The vampire of Dússeldoff