Página 1 dos resultados de 923 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

‣ Adição de resíduo da indústria de granito em escória de aciaria BOF visando sua utilização na produção de cimento.; Utilization of granite waste and BOF steel slag for cement production.

Arrivabene, Lúcio Flávio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
377.5743%
A produção de aço necessita de etapas e gera resíduo, dentre eles tem-se a escória de aciaria. No estado do Espírito Santo, Brasil, a mineração de granito é uma das principais atividades econômicas gerando o resíduo de serragem de granito. Nesta pesquisa, busca-se o reaproveitamento destes resíduos, de modo a minimizar possíveis problemas ambientais, apontar a viabilidade técnica do seu uso e reciclá-los por meio de utilização na produção de cimento. Alguns dos principais componentes das escórias de aciaria, tais como, o óxido de cálcio, óxido de magnésio e o ferro metálico sofrem transformações químicas em presença de umidade, que provocam expansão volumétrica da escória. Este fenômeno aliado a reatividade da escória tem dificultado sua utilização. Este trabalho é uma contribuição ao estudo do aproveitamento da escória de aciaria, que passa a ser chamada de ss (steel slag) e do resíduo da serragem de granito, que passa a ser chamado gsw (granite sawing waste), oriundo da extração de granito. Os resíduos estão disponíveis em quantidades nos pátios das siderúrgicas e nas áreas de mineração do granito, respectivamente. Para o reaproveitamento foi realizada a caracterização física...

‣ O Granito europa e o grupo Iricoumé na parte leste do distrito mineiro de Pitinga (Amazonas)

Prado, Maurício
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
373.2845%
O granito Europa intrude rochas do Grupo Iricoumé, que é constituído predominantemente por rochas vulcanoclásticas de ambiente subaéreo (ignimbritos ricos em cristais, tufos maciços finos e arenitos sílticos tufáceos) e, subordinadamente, por riolitos hipabissais com composições equivalentes a sienogranitos, provavelmente geradas em ambiente do tipo caldeira. O granito Europa é um pertita granito (hipersolvus) de natureza peralcalina, não têm relação genética com as rochas vulcânicas do Grupo Iricoumé, mas pode ter sido originado em estágios de ressurgência. Dados petrográficos e geoquímicos atestam que a cristalização fracionada foi o principal mecanismo atuante durante a cristalização, gerando as fácies 1 e 2 (mais evoluída). Anomalias de Nb no solo sobre a fácies 2 são relacionadas à desestabilização de astrofilita por processo intempérico.; The Europa granite is intrusive in rocks of Iricoumé Group, which is constituted principally by vulcanoclastic rocks formed in a subaerial environment (ignimbrites rich in crystals, thin massive tuffs and siltic tufaceous arenites) and minor hipabissal riolites with similar compositions to sienogranites. The volcanic rocks are probably generated in a caldera environment. The granite Europa is a pertita peralkaline granite (hipersolvus) without genetic relation to the volcanic rocks from the Iricoumé Group...

‣ Petrografia, geoquímica e geocronologia do Granito De Parguaza na Colômbia

Bonilla Pérez, Amed
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
O Granito Parguaza está localizado nas margens do Rio Orinoco no Departamento de Vichada, na Colômbia, e faz parte do grande batólito descrito na Venezuela como “Granito de El Parguaza”. Este corpo aflora na Colômbia como colinas isoladas tipo inselberg e colinas de pequena dimensão com declives acentuados que se sobressaem em relação às vastas planícies terciárias. Dada a sua dimensão, representa um dos maiores granitos anorogênicos do mundo, fazendo parte do noroeste do Cráton Amazônico, podendo ser distinguido como uma das mais antigas unidades da Colômbia (Mesoproterozóico) que não tenham sido submetidas à deformação. Caracteriza-se pela textura rapakivi tipo piterlita e wiborgita e a sua composição é de sienogranito a de feldspato alcalino granito com variações de composição e textura, com zonas de granulação fina, além de pegmatitos, aplitos e veios de quartzo. Geoquimicamente é classificado como um granito do tipo A, peralcalino a metaluminoso, formado em condições de pós-colisão a anorogênicas, com potencial de mineralizações de nióbio, tântalo e estanho associados com pegmatitos e aluviões associados. Medidas de U / Pb em zircão com o método LA-ICP-MS indicam uma nova idade concordante de 1392±5 Ma que difere marcadamente da idade proposta anteriormente na Venezuela. A idade e relações obtidas permitem correlacionar este corpo com granitos anorogênicos de características semelhantes...

‣ Obtenção de rochas sintéticas a partir de resíduos de vidro comercial e pó de granito

Nociti, Denyse Meirelles
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 120 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
Pós-graduação em Engenharia Mecânica - FEG; This paper was intended to produce and characterize synthetic rocks in a microstructural, mechanical and fractographic way. Such rocks were obtained from the mixture of commercial glass waste and granite powder. This research was divided in two steps: in the first one it was to determined the amount of materials used in the mixture and the sintering temperature in order to produce synthetic rocks with higher mechanical strength and lower energy consumption, while in the second the synthetic rocks were submited to some tests, such as roughness measurement, flexural strength, fracture toughness by the SEVNB method, hardness, wettability and apparent porosity. In this first step two compositions were defined in order to produce the samples. The first composition contained 1/3 of granite powder, 1/3 of ambar glass waste and 1/3 of transparent glass waste; the second one contained 60% of granite powder, 30% of ambar glass waste and 10% of transparent glass waste. It was also determined the sintering temperature: 850ºC for the first composition and 1050ºC for the second one. Other tests, such as: X-ray diffraction, scanning electron microscopy, thermogravimetric analysis and differential scanning calorimetry were also performed. The results of the experiments in the second step were compared to andorinha...

‣ Depósito de Au, Pd e Pt associado a granito, mina buraco do ouro, cavalcante, Goiás : caracterização e modelo da mineralização

Machado, Jacqueline Menez
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
377.5743%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2008.; A região nordeste de Goiás apresenta diversas ocorrências, garimpos e minas de ouro, documentadas desde a primeira metade do século XVIII, ainda no período colonial. O minério localiza-se, principalmente, no domínio antes considerado como pertencente ao Complexo Granito-Gnáissico. Atualmente, sabe-se que esse domínio é formado por um amplo conjunto de granitos paleoproterozóicos que se distribuem no nordeste de Goiás e compõem a Suíte Aurumina. Tais granitos são peraluminosos, sintectônicos e do tipo-S e possuem idades em torno de 2,15 Ga. Além de ouro em Cavalcante e Aurumina, a Suíte Aurumina hospeda estanho e tântalo na região de Monte Alegre de Goiás e urânio na região de Campos Belos (GO) e Arraias (TO). A mina Buraco do Ouro, na cidade de Cavalcante, é explotada de forma intermitente desde 1740. Está localizada numa zona de cisalhamento E-W, nas proximidades do contato entre o biotita-muscovita granito da Suíte Aurumina e sua rocha encaixante, pertencente à Formação Ticunzal, a qual é composta por xistos e paragnaisses grafitosos. A zona de cisalhamento, que possui zonas silicificadas, sericitizadas e com alteração hidrotermal...

‣ Deformação, alteração hidrotermal e mineralização aurífera associados ao granito príncipe, distrito aurífero de natividade

Corrêa, Roberto de Siqueira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
379.0198%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2014.; Inserido no Distrito Aurífero Natividade, o Depósito de Príncipe tem sua origem associada à implementação de um sistema regional do tipo strike-slip durante o Evento Brasiliano, no Neoproterozoico. A associação litológica local, entretanto, possui idades mais antigas, datadas por U-Pb em zircão e Sm-Nd como Paleoproterozoicas, conferindo um caráter epigenético para este depósito. Ela é constituída por um embasamento composto pela Suíte tonalítica-granodiorítica Rio do Moleque, que foi intrudida pelo Granito Príncipe, de natureza peraluminosa. Após um período de calmaria tectônica, estas unidades foram submetidas a um metamorfismo regional em fácies xisto verde e processos de deformação e hidrotermalismo, produzindo tectonitos metamórficos dentro do Granito Príncipe e hidrotermalitos na extremidade norte deste corpo intrusivo, que é onde o depósito está localizado. Nele, há um forte controle estrutural através de zonas de cisalhamento rúpteis-dúcteis de orientação N-N20°E que ocorrem em todas as escalas de observação e culminam num sistema pervasivo e interconectado de veios descontínuos e anastomosados, compostos por quartzo...

‣ Estruturas em cantaria de pedra de granito de alta resistência: comportamento de juntas entre blocos

Clemente, Miguel Ferreira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
380.18188%
#O objectivo desta dissertação é determinar de que modo as juntas entre blocos influenciam o comportamento de estruturas de cantaria de granito de alta resistência. A resistência deste tipo de estruturas é afectada pela qualidade de execução das superfícies dos blocos que as constituem, em termos de rugosidade e imperfeições. A superfície dos blocos é normalmente obtida através de corte com disco ou fio diamantado que produzem diferentes qualidades de acabamento da superfície. Para avaliar como o processo de corte afecta a resistência do conjunto foram realizados ensaios de compressão axial em vários provetes agrupados de acordo com o processo de corte. Verificou-se que quando as juntas são bem executadas ou seja, com defeitos dentro de determinados limites de tolerância, a resistência à compressão do conjunto não é afectada pelas juntas entre blocos. Caso contrário a resistência diminui até valores que podem chegar aos 60% da tensão de rotura de provetes sem juntas, dependendo da relevância do defeito. Conclui-se que a rugosidade da superfície torna-se secundária relativamente às imperfeições e não tem influência relevante na rotura. Foram também realizadas modelações numéricas do granito com e sem juntas com o objectivo de melhor interpretar o comportamento quando solicitado por forças de compressão. Estudou-se de forma simplificada a influência da dimensão do grão, da disposição relativa dos minerais e do processo de corte. Concluiu-se que as tracções e primeiras fissuras surgem no Feldspato e que tendem a crescer até um valor máximo quando a proporção entre os volumes da matriz e do grão é de cerca de 60 e 40% respectivamente. Quando os minerais estão alinhados segundo uma direcção preferencial existem condições para o surgimento de uma fissura na matriz segundo a direcção do carregamento. Quando desalinhados as tracções tornam a surgir em primeiro lugar dentro do Feldspato e segundo a direcção do carregamento, independentemente do material da matriz, tal como observado por vários autores [1]. No caso das juntas executadas com disco diamantado ocorrem tracções da mesma ordem de grandeza das registadas em provetes sem junta. Em juntas de fio diamantado ocorrem também tracções nos grãos de Quartzo, mas de ordem de grandeza muito superior à dos valores obtidos com disco diamantado#Granito -- Estruturas -- Compressão#Granito -- Estruturas -- Juntas#Granito -- Comportamento mecânico#Granito -- Propriedades mecânicas
O objectivo desta dissertação é determinar de que modo as juntas entre blocos influenciam o comportamento de estruturas de cantaria de granito de alta resistência. A resistência deste tipo de estruturas é afectada pela qualidade de execução das superfícies dos blocos que as constituem, em termos de rugosidade e imperfeições. A superfície dos blocos é normalmente obtida através de corte com disco ou fio diamantado que produzem diferentes qualidades de acabamento da superfície. Para avaliar como o processo de corte afecta a resistência do conjunto foram realizados ensaios de compressão axial em vários provetes agrupados de acordo com o processo de corte. Verificou-se que quando as juntas são bem executadas ou seja, com defeitos dentro de determinados limites de tolerância, a resistência à compressão do conjunto não é afectada pelas juntas entre blocos. Caso contrário a resistência diminui até valores que podem chegar aos 60% da tensão de rotura de provetes sem juntas, dependendo da relevância do defeito. Conclui-se que a rugosidade da superfície torna-se secundária relativamente às imperfeições e não tem influência relevante na rotura. Foram também realizadas modelações numéricas do granito com e sem juntas com o objectivo de melhor interpretar o comportamento quando solicitado por forças de compressão. Estudou-se de forma simplificada a influência da dimensão do grão...

‣ Revestimento cerâmico com granito e argila caulinítica

Souza,E. T. A. de; Monteiro,S. N.; Vieira,C. M. F.
Fonte: Associação Brasileira de Cerâmica Publicador: Associação Brasileira de Cerâmica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
Este trabalho teve por objetivo a obtenção de revestimento cerâmico prensado do tipo semiporoso por meio da mistura de argila plástica caulinítica e granito. Foram preparadas misturas com 0%, 20%, 30% e 40% em peso de granito. Para um estudo comparativo, avaliou-se também uma massa cerâmica industrial proveniente da região de Santa Gertrudes. Foram preparados corpos-de-prova por prensagem uniaxial para queima em temperaturas variando de 1000 a 1200 ºC. Nas amostras queimadas foram realizados ensaios tecnológicos para determinação da retração linear, resistência mecânica (flexão em 3 pontos) e absorção de água. Análise microestrutural foi realizada por microscopia eletrônica de varredura. Os resultados mostraram que a incorporação de granito à argila caulinítica não possibilitou uma redução da temperatura de queima necessária para se alcançar o patamar de 10% de absorção de água requerido por norma. Também foi observado um decréscimo da resistência mecânica com o aumento de granito incorporado. Em comparação com a massa industrial, tanto a argila caulinítica quanto às misturas elaboradas apresentaram uma composição química com menor teor de fundentes e maior perda ao fogo e comportamento refratário durante a queima.

‣ Análise da co-utilização do resíduo do beneficiamento do caulim e serragem de granito para produção de blocos e telhas cerâmicos

Menezes,R. R.; Almeida,R. R. de; Santana,L. N. L.; Neves,G. A.; Lira,H. L.; Ferreira,H. C.
Fonte: Associação Brasileira de Cerâmica Publicador: Associação Brasileira de Cerâmica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
O volume de resíduos gerado pela mineração e o beneficiamento mineral vêm se intensificando a cada dia, em virtude do aumento da demanda causado pelo crescimento da economia mundial. As indústrias do beneficiamento do caulim e da serragem do granito são importantes segmentos econômicos do Estado da Paraíba, entretanto produzem enormes quantidades de resíduos. Assim, este trabalho tem por objetivo caracterizar os resíduos do beneficiamento do caulim e da serragem do granito e avaliar a viabilidade de sua co-utilização para produção de blocos e telhas cerâmicos. Os resíduos foram caracterizados através da determinação de sua composição química e mineralógica, pelo uso de difração de raios X e análise térmica diferencial e gravimétrica, distribuição e tamanho de partículas e análise morfológica por microscopia eletrônica de varredura. Foram formuladas composições contendo os resíduos e confeccionados corpos de prova por extrusão. Os corpos de prova foram queimados e em seguida determinou-se sua absorção de água e módulo de ruptura à flexão. Pode-se observar que o resíduo do caulim é constituído por caulinita, mica e quartzo, que o resíduo de granito é constituído por quartzo, mica, albita e calcita e...

‣ Aspectos texturais do magmatismo e tramas da tectônica impostas ao Granito Chaval na Zona de Cisalhamento Santa Rosa, extremo Noroeste da Província Borborema

Gorayeb,Paulo Sergio de Sousa; Lima,Aline Maria Meiguins de
Fonte: Sociedade Brasileira de Geologia Publicador: Sociedade Brasileira de Geologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
A região Noroeste da Província Borborema apresenta uma diversidade de corpos graníticos de natureza e evolução tectônica diversificadas, do Paleoproterozoico ao Paleozoico, com maior incidência relacionada ao Neoproterozoico e alojamento em diferentes fases da orogenia Brasiliana. Um desses exemplos é o Granito Chaval, que representa um batólito aflorante próximo à costa Atlântica do Ceará e Piauí, intrusivo em ortognaisses do Complexo Granja e supracrustais do Grupo Martinópole. Ele é, em parte, coberto por depósitos cenozoicos costeiros e rochas sedimentares paleozoicas da Bacia do Parnaíba. O Granito Chaval tem como característica marcante a textura porfirítica, destacando-se megacristais de microclina, em sienogranitos e monzogranitos, e outras feições texturais/estruturais de origem magmática, Essas permitiram interpretar sua evolução como de alojamento relativamente raso do plúton, conduzido por processos de cristalização fracionada, mistura de magmas com fluxo magmático e ação gravitacional em função da diferença de densidade do magma, levando à flutuação e ascensão de megacristais de microclina no magma residual...

‣ Estudo da potencialidade da incorporação de resíduo de granito e da queima da casca do café em cerâmica vermelha

Avelino, Keite Anny Rocha
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais; Processamento de Materiais a partir do Pó; Polímeros e Compósitos; Processamento de Materiais a part Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais; Processamento de Materiais a partir do Pó; Polímeros e Compósitos; Processamento de Materiais a part
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
377.5743%
The industrial production of ornamental rocks and the burning of coffee husk generate waste that is discarded into the environment. However, with the study of the incorporation of these residues in ceramic products, may be found an alternative to reducing environmental impacts and detrimental effects on human health caused by its indiscriminate disposal of waste in nature. Thus, this work aimed to study the addition of ashes of the coffee husk and granite residue in matrix of red ceramic. The raw materials were dry milled and sieved to mesh 100. To characterize the raw materials were carried out analyzes of X-ray diffraction (XRD), X-ray fluorescence (XRF), particle size analysis (PSA), differential thermal analysis (DTA) and thermogravimetric analysis (TG). Six formulations were prepared where the clay content was kept constant (70%wt) and ashes contents and granite residue varied from 10, 15, 20 and 30%. Dilatometrics analyzes were performed at four selected formulations, containing them: 100% clay (A100); 70% clay and 30% ashes (A70C30); 70% clay and 30% granite residue (A70G30); and 70% clay, 15% granite residue and 15% ashes (A70G15C15). The samples were prepared by uniaxial compaction with pressure of 25 MPa, and fired at temperatures of 800°C...

‣ Aspectos texturais do magmatismo e tramas da tect?nica impostas ao Granito Chaval na Zona de Cisalhamento Santa Rosa, extremo Noroeste da Prov?ncia Borborema

GORAYEB, Paulo S?rgio de Sousa; LIMA, Aline Maria Meiguins de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
A regi?o Noroeste da Prov?ncia Borborema apresenta uma diversidade de corpos gran?ticos de natureza e evolu??o tect?nica diversificadas, do Paleoproterozoico ao Paleozoico, com maior incid?ncia relacionada ao Neoproterozoico e alojamento em diferentes fases da orogenia Brasiliana. Um desses exemplos ? o Granito Chaval, que representa um bat?lito aflorante pr?ximo ? costa Atl?ntica do Cear? e Piau?, intrusivo em ortognaisses do Complexo Granja e supracrustais do Grupo Martin?pole. Ele ?, em parte, coberto por dep?sitos cenozoicos costeiros e rochas sedimentares paleozoicas da Bacia do Parna?ba. O Granito Chaval tem como caracter?stica marcante a textura porfir?tica, destacando-se megacristais de microclina, em sienogranitos e monzogranitos, e outras fei??es texturais/estruturais de origem magm?tica, Essas permitiram interpretar sua evolu??o como de alojamento relativamente raso do pl?ton, conduzido por processos de cristaliza??o fracionada, mistura de magmas com fluxo magm?tico e a??o gravitacional em fun??o da diferen?a de densidade do magma, levando ? flutua??o e ascens?o de megacristais de microclina no magma residual, com alojamento de leucogranitos e pegmatitos nos est?gios finais da evolu??o deste plutonismo. Por outro lado, em toda a metade Leste do pl?ton...

‣ Modelización geoquímica de los serrines de granito

Vázquez González, Ana María
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
381.93445%
(Resumen) La industria del granito constituye uno de los pilares de la economía gallega. El aumento en la producción de granito elaborado lleva aparejado el aumento en la producción de serrines. Por ello, alcanzar un equilibrio sostenible entre la actividad comercial del sector y la preservación del medio ambiente, de acuerdo con las normativas europeas, constituye actualmente un objetivo fundamental. Este estudio trata de responder a tres de las expectativas básicas que el sector granitero ha planteado: 1. La caracterización del material en vista a su catalogación como tipo de residuo (inerte o no). 2. El estudio de la viabilidad práctica de usos potenciales de los serrines. 3. Un análisis y la caracterización del material teniendo en cuenta sus eventuales usos. Esta tesis presenta los resultados obtenidos de la caracterización, centrándose en los aspectos de índole geoquímica así como en la evaluación de su comportamiento hidrodinámico. A tenor del volumen de serrines de granito anualmente generado en la comarca de O Porriño, es necesario buscar aplicaciones que requieran al mismo tiempo grandes volúmenes de material y pequeñas distancias de transporte. Esta investigación se ha centrado en la aplicación de los mismos como barrera de impermeabilización y/o sellado de vertedero.; (Summary) Dimension stone industry is one of the leading economic potentials of Galicia Our study tries to answer at three of the basic expectations that the granite industry sector has outlined. These questions also possess a particular interest for the Administration: 1. The classification and characterization of the fines like a type of residuals and how this affects to their classification (inert / not inert) in a more specific way: 2. The identification of intrinsic properties of the fines so that...

‣ Los serrines de granito como barrera de impermeabilización para su uso en vertederos

Falcón Suarez, Ismael
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion
Português
Relevância na Pesquisa
380.18188%
[Abstract] Landfill closure and reclamation is both a regional and an international problem. The waterproofing performance of the cover layer has a capital importance when considering the prevention of pollution and its propagation towards the natural environment. In that context, the use of waste fine materials derived from industrial processes emerges as an alternative to the more conventional geosynthetics. Being that the starting point, our approach represents a sustainable waste management alternative, as well as also being environmental friendly. The research work presented in this document is aimed at studying the feasibility of the use of the waste fine material produced by the dimension stone cutting and polishing industries (an important economic activity in the southern part of Galicia) also known as “granite saw dust”. Our work is focused on the use of granite saw dust as raw materials for the construction of landfill cover/capping layers or to construct impervious substrates acting as sealing barriers.. Our work is based on previous studies and characterization and we have tried to verify the behavior of granite saw dust in the context of civil works at scales larger than those more conventional in the laboratory. By using small-scale experimental set ups we have highlighted the selected geotechnical and geochemical properties. Our experimental models have been designed according to a comprehensive methodological approach and were developed using the best instrumentation available to us. That let us to obtain a varied bundle of information related to the studied problem: i) the geochemical evolution of granite saw dust as a result of their interaction with water and air; ii) the hydrodynamic behavior of the material under prescribed conditions of compaction and water content; iii) alternatives for the configuration of hydrodynamic barriers to cope with inflows. For this purpose...

‣ Inclus?es fluidas crepitadas, fluidos hipersalinos e aquo-carb?nicos em quartzo associado a rochas mic?ceas no Granito Xinguara - Terreno Granito-Greenstone de Rio Maria, PA

WEBER, Marcelo Leopoldo; RONCHI, Luiz Henrique; ALTHOFF, Fernando Jacques; LEITE, Albano Ant?nio da Silva; DALL'AGNOL, Roberto; FUZIKAWA, Kazuo
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
379.0198%
As rochas mic?ceas encontradas no Granito Xinguara, terreno Granito-Greenstone de Rio Maria, Par?, s?o compostas por muscovita e clorita com n?veis de quartzo intercalados, que formam uma xistosidade bem desenvolvida. Essa xistosidade ? cortada por veios de quartzo. Ambas as gera??es de quartzo apresentam os mesmos tipos de inclus?es fluidas em halos ou trilhas secund?rias de composi??es variadas entre aquosas, aquo-carb?nicas e saturadas em torno de grandes inclus?es prim?rias crepitadas ou em trilhas transgranulares secund?rias. A grande varia??o de temperaturas de homogeneiza??o, a alta salinidade, as evid?ncias de estrangulamento e a exist?ncia das inclus?es crepitadas permitem supor forte influ?ncia de altera??es p?s-formacionais e reequil?brio relacionados ? intrus?o do granito. Essas rochas foliadas s?o, portanto, enclaves metassedimentares afetados por fluidos gran?ticos hipersalinos aquo-carb?nicos.; ABSTRACT: The micaceous rocks occurring in the Xinguara Granite, Rio Maria Granite-Greenstone terrain, Par? State, Brazil, are composed of muscovite and chlorite with quartz levels intercalated forming a well developed schistosity. This schistosity is cut by quartz veins. Both quartz generations show the same aqueous, aqueous-carbonic and halite-bearing fluid inclusions either in secondary inclusions halos and trails surrounding decrepitated primary fluid inclusions or in transgranular secondary trails. A wide variation of homogenization temperatures...

‣ Características isotópicas Sr-Nd do Granito do Pedregal e rochas migmatíticas associadas

Ferreira, J. A.; Martins, H. C. B.; Santos, J. F.; Ribeiro, M. A.
Fonte: LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia Publicador: LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
377.5743%
Neste trabalho são apresentados os resultados isotópicos Sr-Nd do Granito do Pedregal e das rochas gnaissomigmatíticas associadas, aflorantes na Zona Centro-Ibérica noroeste de Portugal, no bordo oriental do maciço granítico sin-orogénico do Porto. O granito do Pedregal é um pequeno corpo alongado na direcção NW-SE, intrusivo em micaxistos estaurolíticos do Supergrupo Dúrico-Beirão e em rochas gnaisso-migmatíticas. O granito do Pedregal é um granitóide de duas micas, de grão fino a médio, com pequen os nódulos biotíticos (1 a 2 cm). As rochas gnaisso-migmatíticas associadas são caracterizadas por leucossomas quartzo-feldspáticos predominantes e sem foliação, alternando com paleossomas micáceos onde ocorrem intercrescimento de granada e quartzo (<1cm). Os dados isotópicos Sr-Nd mostram ausência de sobreposição das composições iniciais do granito e das rochas gnaisso-migmatíticas, em aparente contradição com dados geoquímicos apresentados previamente. A inexistência daquela sopreposição é possivelmente resultante quer de desequilíbrio isotópico de Nd durante o processo de fusão parcial, quer de cristalização tardia de moscovite, acompanhada de incremento da razão Rb/Sr, no granito.; The Sr-Nd isotopic data for the Pedregal granite and associated gneiss -migmatite rocks are presented in this work. The Pedregal granite is exposed in the Central Iberian Zone...

‣ Estruturas em cantaria de pedra de granito de alta resistência: comportamento de juntas entre blocos

Clemente, Miguel Ferreira
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
379.0198%
O objectivo desta dissertação é determinar de que modo as juntas entre blocos influenciam o comportamento de estruturas de cantaria de granito de alta resistência. A resistência deste tipo de estruturas é afectada pela qualidade de execução das superfícies dos blocos que as constituem, em termos de rugosidade e imperfeições. A superfície dos blocos é normalmente obtida através de corte com disco ou fio diamantado que produzem diferentes qualidades de acabamento da superfície. Para avaliar como o processo de corte afecta a resistência do conjunto foram realizados ensaios de compressão axial em vários provetes agrupados de acordo com o processo de corte. Verificou-se que quando as juntas são bem executadas ou seja, com defeitos dentro de determinados limites de tolerância, a resistência à compressão do conjunto não é afectada pelas juntas entre blocos. Caso contrário a resistência diminui até valores que podem chegar aos 60% da tensão de rotura de provetes sem juntas, dependendo da relevância do defeito. Conclui-se que a rugosidade da superfície torna-se secundária relativamente às imperfeições e não tem influência relevante na rotura. Foram também realizadas modelações numéricas do granito com e sem juntas com o objectivo de melhor interpretar o comportamento quando solicitado por forças de compressão. Estudou-se de forma simplificada a influência da dimensão do grão...

‣ Inclusões fluidas crepitadas, fluidos hipersalinos e aquo-carbônicos em quartzo associado a rochas micáceas no Granito Xinguara - Terreno Granito-Greenstone de Rio Maria, PA

Weber,Marcelo Leopoldo; Ronchi,Luiz Henrique; Althoff,Fernando Jacques; Leite,Albano Antônio da Silva; Dall'Agnol,Roberto; Fuzikawa,Kazuo
Fonte: Escola de Minas Publicador: Escola de Minas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
377.5743%
As rochas micáceas encontradas no Granito Xinguara, terreno Granito-Greenstone de Rio Maria, Pará, são compostas por muscovita e clorita com níveis de quartzo intercalados, que formam uma xistosidade bem desenvolvida. Essa xistosidade é cortada por veios de quartzo. Ambas as gerações de quartzo apresentam os mesmos tipos de inclusões fluidas em halos ou trilhas secundárias de composições variadas entre aquosas, aquo-carbônicas e saturadas em torno de grandes inclusões primárias crepitadas ou em trilhas transgranulares secundárias. A grande variação de temperaturas de homogeneização, a alta salinidade, as evidências de estrangulamento e a existência das inclusões crepitadas permitem supor forte influência de alterações pós-formacionais e reequilíbrio relacionados à intrusão do granito. Essas rochas foliadas são, portanto, enclaves metassedimentares afetados por fluidos graníticos hipersalinos aquo-carbônicos.

‣ Patrones de colonización biológica en fachadas aplacadas ventiladas de granito: un estudio para el clima de Galicia

Míguez Rey, Julia
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
379.0198%
[Resumen] La proliferación de colonizaciones biológicas en fachadas ventiladas de granito es especialmenle significativa en regiones con un dima húmedo como el de Galicia, en el Noroeste de Espana. Esto cobra particúar relevancia en edificios contemporá neos representativos, cuyo ensucia· miento biológico no es ni controlado ni generalmente deseado. El presente trabajo revisa las principales causas que influyen en el ensuciamiento biológico y estudia los patrones de colonl· zación blolOgica presentes en veintiocho edificios ubicados en las principales ciudades de Galicia. Una vez identificadas las causas, evalúa la influencia de cada uno de los factores inlsrvinientes, pero en especial la de los aspectos constructivos que son controlables desde la fase de diseno de un edificio. Esto permite aportar unas reglas básicas de diseno arquitectónico para minimizar y controlar el ensuciamiento biológico de manera preventiva. Se conduye que el tipo de granito es determinante en la formación de los diferentes patrones de ensuciamienlo biológico, pero también los detalles constructivos y la configuración geométrica del edificio. Además se constata que el granito no es el único material alectadO por colonlzacibn biológica...

‣ MACIÇOS GRANÍTICOS DE ESMOLFE E ANTAS - MATANÇA (PORTUGAL): RECONHECIMENTO, CARACTERIZAÇÃO E DEFINIÇÃO DE ÁREAS COM POTENCIALIDADE PARA EXPLORAÇÃO DE GRANITO ORNAMENTAL

Lisboa, José Vítor; de Oliveira, Daniel P. S.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
375.7273%
O presente trabalho tem por objetivo o estudo de áreas com potencialidade para produção de pedra ornamental nos maciços graníticos de Esmolfe e Antas-Matança, na região Centro-Norte de Portugal. Os granitos estudados, tardi-hercínicos e de característica calco-alcalina, têm cor cinzenta azulada, granulação média e tendência levemente porfirítica. Apresentam acentuada homogeneidade mineralógica, textural e estrutural e escassos defeitos do ponto de vista ornamental, sendo a principal condicionante à atividade extrativa a fracturação. Procede-se à análise da informação colhida e tratamento estatístico dos dados de fracturação, visando ao conhecimento do estado de compartimentação dos maciços nos níveis superficiais, embora com as reservas inerentes à alietoriedade da rede de fracturação natural. No maciço de Esmolfe, a textura do granito é mais homogênea, apresentando uma granulação mais grosseira e cor mais clara do que o granito de Antas-Matança. Os espaçamentos dos sistemas de fracturas em ambos os maciços são maioritariamente moderados a amplos (1 a 6,25m). A atividade extrativa em Antas-Matança é ainda reduzida, enquanto em Esmolfe é intensa e sem planeamento. A proliferação exagerada de pedreiras...