Página 1 dos resultados de 422 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

‣ Granitóides, complexo xisto-grauváquico e ordovícico na região entre Trancoso e Pinhel : geologia, petrologia, geocronologia

Macedo, Carlos António Regêncio
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
26.938022%
Disserta-se fundamentalmente sobre a cartografia, geologia, petrologia e geocronologia das três unidades principais – Granitóides, Complexo Xisto- Grauváquico e Ordovícico – que ocorrem na região entre Trancoso e Pinhel, incidindo sobre a aplicação do método de datação radiométrica K-Ar às rochas igneas e seriação dos granitóides, enquadrando-os nos fenómenos geológicos que afectaram este domínio. Os métodos aplicados foram os correntes para objectivos semelhantes: cartografia geológica, estudos petrográficos, análises químicas e isotópicas dos elementos. Os granitóides são enquadrados de acordo com as características estruturais, texturais e relações de idade em: ortogneisses, granitos sin-tectónicos, granitos tardi-tectónicos e granitos –pós tectónicos. Para todos se descreve o enquadramento, a estrutura, a composição mineralógica qualitativa e quantitativa, a composição química de elementos maiores e datação radiométrica. Apresenta-se o trabalho de datação radiométrica K-Ar e Rb-Sr com que obtivemos os valores marcantes dos fenómenos que ocorrem na região: 350-340 M.A. – deformação e recristalização F1 ; 320-315 M.A. – deformação e recristalização F2 ; 310-300 M.A. – deformação e recristalização F3 ; 300-290 M.A. – deformação de cisalhamento N70E (últimas acções e que permitem concluir que a intrusão dos granitóides se processou de certo modo continuada...

‣ Dating minerals by ID-TIMS geochronology at times of in situ analysis: selected case studies from the CPGeo-IGc-USP laboratory

PASSARELLI, Cláudia R.; BASEI, Miguel A.S.; SIGA JR., Oswaldo; SATO, Kei; SPROESSER, Walter M.; LOIOS, Vasco A.P.
Fonte: Academia Brasileira de Ciências Publicador: Academia Brasileira de Ciências
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
26.938022%
Since 1964, the Center for Geochronological Research - CPGeo, one of the interdepartmental centers of the Instituto de Geociências (IG) of São Paulo University, has developed studies related to several geological processes associated with different rock types. Thermal Ionization Mass Spectrometry Isotopic Dilution (ID-TIMS) has been the technique widely used in the CPGeo U-Pb Laboratory. It provides reliable and accurate results in age determination of superposed events. However, the open-system behavior such as Pb-loss, the inheritance problem and metamictization processes allow and impel us to a much richer understanding of the power and limitations of U-Pb geochronology and thermochronology. In this article, we present the current methodology used at the CPGeo-IGc-USP U-Pb laboratory, the improvements on ID-TIMS method, and report high-precision U-Pb data from zircon, monazite, epidote, titanite, baddeleyite and rutile from different rock types of several domains of the Brazilian south-southeast area, Argentina and Uruguay.; O Centro de Pesquisas Geocronológicas (CPGeo), um dos centros interdepartamentais do Instituto de Geociências (IG) da Universidade de São Paulo (USP), desde 1964 desenvolve estudos relacionados a diversos processos geológicos que se associam a diferentes tipos de rochas. A técnica amplamente utilizada no Laboratório U-Pb é a diluição isotópica por espectrometria de massa termo ionizada (ID-TIMS). Esta sistemática proporciona resultados bastante confiáveis e precisos na determinação das idades de eventos geológicos superpostos. Entretanto...

‣ Geocronologia, geoquímica isotópica e litoquímica do plutonismo diorítico-granítico entre Lavras e Conselheiro Lafaiete: implicações para a evolução paleoproterozóica da parte central do Cinturão Mineiro; Geocronology, isotopic geochemistry and geochemical of the dioritic-granitic plutonism between Lavras and Conselheiro Lafaiete: implicatins to paleoproterozoic evolution of Mineiro Belt central part

Nunes, Luciana Cabral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.938022%
A área de estudo localiza-se na borda sul do Cráton São Francisco, no Cinturão Mineiro, este é porção integrante da Província Sul Mineira. Neste contexto ocorre um mosaico de terrenos arqueanos e paleoproterozóicos de alto a médio grau metamórfico e associações granitogreenstone. Os corpos plutônicos, estudados neste trabalho, fazem parte do abundante plutonismo paleoproterozóico intrusivo nos greenstone belts Nazareno (Arqueano) e Rio das Mortes (Proterozóico). Dentro deste contexto ocorre a zona de Cisalhamento do Lenheiro (ZCL), que delimita estes greenstones belts: Nazareno (ao sul da falha) e Rio das Mortes (ao norte da falha); assim como plutons paleoproterozóicos. Os plutons escolhidos para este trabalho foram: Gnaisse Granítico Fé, Granito Mama Rosa, Tonalito/Trondhjemito Cassiterita, Granito Ritápolis, Diorito Brumado e Quartzo Monzodiorito Glória, localizados ao norte da ZCL; e: Granitóide do Lajedo, Granitóide Gentio, Quartzo Diorito Dores do Campo, Quartzo Diorito do Brito, Granodiorito Brumado de Baixo e Granodiorito Brumado de Cima, localizados ao sul da ZCL. Os estudos petrográficos indicam as seguintes características para os corpos: Gnaisse Granítico Fé (monzogranito a sienogranito), Granito Mama Rosa (monzogranito)...

‣ Geotermobarometria, geoquímica, geocronologia e evolução tectônica das rochas da fácies xisto azul da Colômbia nas áreas de Jambaló (Cauca) e Barragán (Valle del Cauca); Geothermobarometry, geochemistry, geocronology and tectonic evolution of blueschists facies rocks in Jambaló (Cauca) and Barragan (Valle del Cauca) areas, Colômbia

Bustamante Londoño, Andres
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.938022%
Apesar da importância das rochas da fácies xisto azul para o entendimento da dinâmica das zonas de subducção no passado, pouquíssimos estudos de mapeamento, geoquímica, geotermobarometria, geocronologia e de evolução tectônica têm sido feitos em rochas desse tipo na Colômbia. Na Cordilheira Central dos Andes colombianos ocorrem duas unidades rochas de alta razão P/T, uma delas na região de Jambaló (Departamento de Cauca) e outra na região de Barragán (Departamento de Valle de Cauca). Na região de Jambaló destaca-se a presença de lentes de xistos azuis em uma área constituída predominantemente por rochas da fácies xisto verde. Estas rochas representam núcleos preservados dos processos retrometamórficos que afetam as rochas de alta pressão durante a exumação. Os dados de geoquímica obtidos no conjunto de rochas de Jambaló indicam uma evolução dos protolitos a partir de rochas básicas e intermediárias de arcos de ilhas e de MORB. Usando o software TWQ 1.02, foram obtidos dados P e T que mostram uma forte descompressão acompanhada por quedas relativamente pequenas na temperatura para o as rochas da fácies xisto azul. A pressão tem uma variação entre ~14 e 7 kbar com uma diminuição da temperatura entre ~400 e 300 °C. Para as rochas da fácies xisto verde observa-se uma descompressão (8...

‣ Petrogênese de plútons graníticos do leste paulista: geocronologia, geoquímica elemental e isotópica; Petrogenesis of granitic plutons from the eastern portion of São Paulo city: geochronology,elemental and isotope geochemistry

Alves, Adriana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.938022%
A porção central da Faixa Ribeira no Estado de São Paulo possui inúmeros corpos graníticos de pequeno e médio porte aflorantes em um domínio cuneiforme definido pelo encontro das Falhas de Taxaquara-Guararema e Cubatão, aqui designado como Bloco Mogi das Cruzes (BMC), em virtude da proximidade da cidade homônima. Além desses, expressivos batólitos composicionalmente zonados afloram a leste do bloco e todo conjunto carecia de informações essenciais de campo, petrografia, geocronologia e geoquímica. A fim de caracterizar o magmatismo associado aos estágios finais da Orogênese Brasiliana nessa área, amostras de dez desses plútons (Mauá, Mogi das Cruzes, Santa Branca, Santa Catarina, Itapeti, Sabaúna e Guacuri, pertencentes ao BMC, além dos batólitos Serra do Quebra Cangalha, Natividade da Serra e Lagoinha, aflorantes a leste do bloco) foram analisadas para elementos maiores, menores e isótopos de Sr, Nd e Pb. Adicionalmente, idades U-Pb foram determinadas em cristais de zircão e monazita via LA-MC-ICPMS e TIMS, respectivamente. Tais idades confirmam o principal evento de geração de magmas nessa área entre 600 - 580 Ma, com predomínio de idades mais jovens. Entretanto, foi identificado evento de granitogênese mais antiga (~650 Ma) formadora dos plútons Santa Catarina e Serra do Quebra Cangalha relatado pela primeira vez em rochas do Domínio Embu. Origem a partir de retrabalhamento crustal...

‣ Quimioestratigrafia isotópica (C, O, S e Sr), geocronologia (Pb-Pb e K-Ar) e proveniência (Sm-Nd) das rochas da Faixa Paraguai Norte, Mato Grosso; Isotope (C, O, S And Sr) chemostratigraphy, geochronology (Pb-Pb And K-Ar) and provenance (Sm-Nd) of rocks from the North Paraguay Belt, Mato Grosso

Figueiredo, Milene Freitas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
Anomalias biogeoquímicas expressivas têm sido reconhecidas em rochas marinhas neoproterozoicas depositadas em todos os continentes, não havendo similares ao longo do Fanerozoico. O interesse nesta Era aumentou nos últimos anos, especialmente em relação ao Ediacarano, período que precede a grande Explosão de Vida Cambriana e que abriga os primeiros organismos macroscópicos, conhecidos como Fauna de Ediacara. Assim, o entendimento das condições paleoambientais e paleoclimáticas, bem como o estabelecimento da cronologia dos eventos, é fundamental no entendimento da evolução da biota no planeta durante este período. As rochas da Faixa Paraguai Norte, na região de estudo, registram a ocorrência de duas glaciações, uma criogeniana e outra ediacarana (formações Puga e Serra Azul), separadas por uma espessa plataforma carbonática (Grupo Araras), que registra anomalias biogeoquímicas na água do mar ediacarano. Estas rochas foram depositadas na margem sudeste do Craton Amazônico, no intervalo de tempo entre a quebra do paleocontinente Rodínia e a colagem do Gondwana. O presente trabalho é apresentado na forma de artigos e apresenta estudos de: i) quimioestratigrafia isotópica (C, O, S e Sr) de detalhe nos carbonatos do Grupo Araras e da Formação Serra Azul; ii) proveniência (Sm-Nd) das rochas terrígenas das formações Puga e Serra Azul...

‣ Geocronologia e evolução tectônica paleo-mesoproterozoica do oriente boliviano - região sudoeste do craton amazônico; Paleo-mesoproterozoic Tectonic Evolution and Geocronology of Eastern Bolivia, SW Amazonian Craton

Salinas, Gerardo Ramiro Matos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.938022%
Este trabalho caracteriza a evolucao tectónica, identificando a cronologia dos principais eventos tectono-magmáticos do Pré-Cambriano Boliviano. A complexa evolucao geológica do Oriente da Bolívia se estende desde o Paleo a Mesoproterozoico compreendendo as provincias Rio Negro Juruena, Rondoniana San Ignacio e Sunsás na regiao conhecida como Bloco Paragua. Diversos métodos de estudo foram adotados na pesquisa tendo em vista tratar-se de um terreno com evolução policíclica e incluiram, alem do mapeamento geológico e petrografía dos principais tipos de rocha, a metodologia U-Pb para determinação da idade de corpos graníticos e a metodologia Sm-Nd na estimativa de idade das fontes destes corpos plutônicos e inferências de ordem petrogenética, bem como dados geoquímicos obtidos para detalhamento das interpretações petrogenéticas. Nas interpretações houve ainda a avaliação critica da literatura recente, a integração de dados de campo, aeromagnéticos e aero-radiométricos, inclusive embasadas na experiência profissional do autor. Os dados obtidos na última década modificaram substancialmente a concepcao do Pré-Cambriano Boliviano, tendo sido caracterizados tres conjuntos litológicos temporalmente distintos antecedendo a orogenia San Ignacio. O granito Correreca na parte meridional da area possui idade 207Pb-206Pb de 1...

‣ Geocronologia da região de Gondola-Nhamatanda (Centro de Moçambique)

Manjate, Vicente Albino
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
A região de Gondola-Nhamatanda localiza-se na parte limítrofe entre as províncias de Manica e Sofala, centro de Moçambique. Ela está geologicamente inserida no complexo de Bárue (Grupo de Chimoio) e na cobertura fanerozoica. O Complexo de Bárue é composto pelos Grupos supracrustais de Macossa e Chimoio intrudidos por rochas plutônicas de várias composições. Enquanto que a cobertura fanerozoica consiste de sedimentos terrestres e rochas vulcânicas associadas pertencentes ao Supergrupo do Karoo e à sequências do rifte Este Africano. A área de trabalho foi estudada em termos de petrografia; geoquímica de elementos maiores, traço e de terras raras; geocronologia e geologia isotópica pelos métdos U -Pb em zircão, Rb-Sr e Sm-Nd em rocha total e Rb-Sr em minerais para o granito de Inchope, quartzo-sienito do monte Chissui e fonolito do monte Xiluvo. Este estudo permitíu determinar os litotipos que intrudiram o grupo supracrustal de Chimoio , suas idades de cristalização e de diferenciação dos magmas que formaram seus protólitos e ainda o enquadramento tectônico. As rochas estudadas são basicamente calci -alcalinas com variações de meta à peraluminoso para os granitoides e quartzo-sienito e peralcalino para o fonolito do monte Xiluvo. Os granitoides do grupo de Chimoio foram cristalizados no Mesoproterozoico (idades U-Pb e Rb-Sr) a partir de protólitos Paleoproterozoicos ('T IND.DM' = 1...

‣ Quimioestratigrafia isotópica (C, O, Sr) e geocronologia (U-Pb, Sm-Nd) das rochas da Formação Sete Lagoas, Grupo Bambuí

Santos, Gustavo Macedo de Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
Idades radiométricas absolutas recentemente publicadas levantaram questões sobre a evolução deposicional da Formação Sete Lagoas (FSL). Esta unidade é composta predominantemente por carbonatos com rochas siliciclásticas subordinadas e constitui a unidade basal do Grupo Bambuí, sobreposta aos depósitos glaciogênicos da Formação Jequitaí no Cráton São Francisco (CSF). Este estudo combina quimioestratigrafia isotópica (C, O e Sr) e geocronologia (U-Pb e Hf em zircão detrítico e Sm-Nd em rocha total) em amostras de cinco seções da FSL na região de Lagoa Santa, MG, sul do CSF, com a finalidade de responder a tais questionamentos. As seções Vespasiano (VS) e Ana Paula (AP) são constituídas por calcários cinzas e dolomitos beges, com altos teores de sedimentos terrígenos e pobres em matéria orgânica. Os valores de 'delta''POT.13C' mais representativos do ambiente deposicional oscilam em uma estreita faixa ao redor de 0%o. Estes dados permitem posicionar estas seções na primeira sequência deposicional da FSL, acima dos carbonatos de capa Sturtianos (~740 Ma) da base desta unidade. As seções Bairro da Lapinha (BL), Pedra do Baú (BAU) e Parque da Gruta da Lapinha (PGL) são compostas por calcários de coloração cinza escura a negra...

‣ Lu-Hf em zircão por LA-MC-ICP-MS

Bertotti, Anelise Losangela
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.214883%
Atualmente a metodologia de Lu-Hf é um dos métodos mais utilizados na geocronologia, principalmente nas análises in situ em zircão por LA-ICP-MS. O interesse na aplicação desta metodologia, quando se dispõe de um sistema como o LA-ICP-MS, deve ser consignado à relativa simplicidade, sensibilidade e rapidez da análise. A alta concentração e a baixa mobilidade do Hf no zircão propiciam razões isotópicas e idades modelos bastante precisas, que podem subsidiar importantes inferências não só quanto à idade de extração mantélica, mas também quanto à sua possível história evolutiva, proveniência e estudos afins. Assim, o projeto de tese foi elaborado com base nos principais objetivos, o aprendizado, a implementação e a aplicação da metodologia de Lu-Hf em zircão por ICP-MS. Zircões de três diferentes áreas, previamente datados pela metodologia U-Pb, foram analisados: Anortosito de Capivarita (Brasil), Ofiolito de Aburrá (Colômbia) e a Bacia de Camamu (Brasil). As análises foram feitas utilizando equipamentos como o ICP-MS Neptune (ThermoFinnigan), e os lasers Excimer 193 nm (ArF, GeoLas) e o 213 UP (Nd:YAG, New Wave). O ofiolito estudado consiste de rochas máficas e ultramáficas. Análises de 12 grãos revelaram Hf(t) entre +2...

‣ Geocronologia de complexos máfico-ultramáficos : exemplo da série superior do complexo de Niquelândia, Brasil, e do complexo Kunene, Angola

Baxe, Osmar Samir Serrão
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
27.214883%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2007.; Esta dissertação reúne um conjunto de dados petrográficos, geoquímicos e geocronólogicos ID-TIMS U-Pb em zircão e de Sm-Nd em rochas da Série Acamadada Superior do complexo de Niquelândia no Brasil, bem como da Suíte Plutônica Kunene (SPK), no SW de Angola e NW da Namíbia. A similaridade de idades de cristalização Série Acamadada Superior do Complexo de Niquelândia de 1248 ± 23 Ma para (Pimentel et al. 2004) e da Suíte Plutônica Kunene com 1371 ± 2.5 Ma para (Mayer et al. 2004), bem como a similaridade litológica, gabro, troctolito, leucotroctolito e anortosito que caracterizam estes complexos motivaram esta pesquisa. Contudo, constatou-se que estes complexos são de natureza distinta e foram formados em ambientes distintos. A Série Acamadada Superior foi formada em um ambiente de crosta oceânica, similar ao N e T-MORB, enquanto que a Suite Plutonica Kunene foi formada a partir da coalêscencia de diversos pulsos magmáticos em ambiente extensional, anarogênico e intracontinental. O Complexo de Niquelândia é constituído por duas intrusões distintas conhecidas como Série Acamadada Inferior (800 Ma) e Série Acamadada Superior datada neste estudo por ID-TIMS U-Pb em zircão de gabronorito em 1245 ± 4 Ma e 780 Ma constatado em titanita metamórfica de meta-anortosito. Os valores positivos de eNd (T) indicam que a Série Acamadada Superior deriva de magma depletado e assinatura geoquímica similar ao N e T-MORB...

‣ Eventos igneos e metamórficos neoproterozoicos/eo-paleozoicos no arco magmático de Arenópolis, Goiás

Araújo, João Gualberto Motta de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
27.38526%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2012.; A proposta da tese é investigar a importante granitogênese de alto-K que aflora na região de São Luis de Montes Belos-Moiporá-Fazenda Nova-Mossâmedes, sudoeste de Goiás,compreendendo uma área aproximada de 5 600 km2 entre as coordenadas 510 000 N/ 8235 000 E e590 000 N/ 8150 000 E. Também investigou-se o significado geotectônico de quatro lineamentos estruturais de primeira ordem que ocorrem associados. Esses lineamentos são observados emimagem de satélite do sensor LANDSAT-5 (bandas 5 - 4 - 3) da região com destaque para olineamento Messianópolis-Novo Brasil que possui aproximadamente 120 km de extensão e cinturão de granitóides associado. Não se sabe se este sistema de lineamentos estruturais pode representar limites de blocos crustais em contato tectônico, zona de sutura ou apenas limite entre terrenos diferentes.Estudos geocronológicos pelos métodos U-Pb e Sm-Nd foram realizados para determinação da idade dos eventos ígneos e metamórficos e, eventualmente, do ambiente geotectônico que originou os gnaisses e granitóides da região. Investigou-se também os limites do Arco Magmático de Arenópolis e o significado das rochas com idades modelo antigas em meio a mais jovens que ocorrem nesta região.Para atingir os objetivos propostos foram realizadas várias etapas de campo para reconhecimento desses lineamentos e coleta de amostras. Nos afloramentos foram coletadas amostras que representassem de forma mais satisfatória possível as principais unidades. Foram utilizados mapas geológicos do SIG-Goiás 2009...

‣ Diagnóstico geoquímico e geocronologia do sistema estuarino-lagunar do roteiro Alagoas

Paula Lopes da Silva, Ana; Maria Mafra Valença, Lúcia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
O Sistema Estuarino Lagunar do Roteiro localiza-se no litoral centro de Alagoas, apresentando a maior área contínua preservada de manguezais deste Estado. Este ecossistema tem sido fortemente impactado por diversas atividades antropogênicas, como a urbanização, o cultivo de ostras, a produção de gás, a fabricação de cimento e o cultivo de cana-de-açúcar. O presente trabalho teve como objetivos o diagnóstico geoquímico e a geocronologia deste Sistema A contaminação com metais pesados (Fe, Mn, Al, Ni, Co, Cd, Pb e Cu) avaliado a partir de 3 testemunhos de até 1 metro.Determinações geocronológicas 210Pb permitiram entender a evolução do nível de contaminação e do intervalo de aproximadamente 100 anos. Além disso, foram feitas medições in situ de parâmetros físicoquímicos da água (T, pH, Condutividade elétrica e Sólidos totais dissolvidos) para verificação da qualidade da água do Sistema. As análises geoquímicas das amostras dos testemunhos revelaram que os elementos analisados apresentaram concentrações características de um estuário não poluído (Fe: 3.736 a 11.197 mg.kg-1 ; Mn: 45 a 140 mg.kg-1 ; Al: 1.635 a 3.255 mg.kg-1 ; Ni: 3,3 a 8,5 mg.kg-1 ; Co: 1,02 a 3,3 mg.kg-1 ; Cd: 0...

‣ A história do intemperismo na Província Borborema Oriental, Nordeste do Brasil: implicações paleoclimáticas e tectônicas

Lima, Maria da Guia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica; Geodinâmica; Geofísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica; Geodinâmica; Geofísica
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.647056%
Until some years ago, weathering geochronology was primarily based on the K-Ar and 40Ar/39Ar dating of supergene minerals. Recent advances in the analysis of supergene goethite by the (U-Th)/He method expanded the number of suitable minerals for such purpose, as well as the time of application for weathering geochronology. This study represents the first systematic approach in Brazil, combining both the 40Ar/39Ar e (U-Th)/He methodologies to improve the knowledge on the weathering and the age of nonfossiliferous sediments. Supported by geologic and geomorphologic correlations, we identified different types of weathering profiles occurring in the interior and coastal areas of northeastern Brazil. These profiles were correlated to main regional geomorphological domains: the Borborema Plateau , the Sertaneja Depression , and the Coastal Cuestas and Plains, and respective planation surfaces, which study is fundamental to understand the landscape evolution of the northern portion of the eastern Borborema Province. The depth and stratigraphic organization of the weathering profiles in each of the geomorphological domains permitted to establish that: (i) the profiles on the highlands that cap the Borborema Surface are deeper (up to 100 m) and can be considered as typical lateritic profiles; (ii) on the lowlands that form the Sertaneja Surface ...

‣ Petrografia, geocronologia e significado tect?nico do Nefelina Sienito Brejinho: extremo noroeste da Prov?ncia Borborema

GORAYEB, Paulo S?rgio de Sousa; BARBOSA, Rita de C?ssia de Oliveira; MOURA, Candido Augusto Veloso; LEMOS, Ronaldo Lima
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.214883%
No extremo noroeste da Prov?ncia Borborema foi identificado um maci?o alcalino subsaturado, o Nefelina Sienito Brejinho (NSB), alojado em gnaisses do Paleoproterozoico do Complexo Granja. As investiga??es envolveram mapeamento de detalhe do corpo, acompanhado de an?lises petrogr?ficas e geocronol?gicas, que permitiram reconstruir a sua hist?ria evolutiva. Foram identificadas cinco f?cies petrogr?ficas, com a sua distribui??o cartogr?fica, associa??es mineral?gicas presentes e an?lises texturais/estruturais sugerindo a atua??o de processos de cristaliza??o fracionada, com forte controle da a??o da gravidade e imiscibilidade de l?quidos na hist?ria da cristaliza??o magm?tica do maci?o. Os estudos geocronol?gicos realizados pelo m?todo Rb-Sr em rocha total revelaram valor de 554 ? 11 Ma, interpretado como a idade m?nima para cristaliza??o e emplacement do NSB, no final do Neoproterozoico. No contexto tect?nico, esse magmatismo alcalino pode ser relacionado ao evento extensional respons?vel pela implanta??o do Gr?ben Jaibaras e seus correlatos no oeste do Cear?, assim como ? granitog?nese da regi?o, cujas idades situam-se no intervalo entre 530 e 590 Ma. Situa??o semelhante ? reconhecida na borda norte da Bacia do Amazonas, com o Complexo Alcalino-Ultram?fico-Carbonat?tico Maicuru (589 Ma) alojado no embasamento gn?issico paleoproterozoico do Cr?ton Amaz?nico. A situa??o geol?gica e temporal do NSB permite situ?-lo posteriormente ? tect?nica transcorrente representada na ?rea pela Zona de Cisalhamento Santa Rosa...

‣ Petrogênese e geocronologia U-Pb do magmatismo granítico tardi- a pós-orogênico no batólito Agudos Grandes (SP); not available

Leite, Renato Jordan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
O presente trabalho integra mapeamento faciológico, petrografia, geoquímica, isotopia Rb-Sr e Sm-Nd, e geocronologia U-Pb no estudo de magmatismo tardi- a pós orogênico do batólito granítico Agudos Grandes, uma extensa unidade Neoproterozóica intrusiva no Complexo Embu, porção central da Faixa Ribeira. Os principais corpos tardi-orogênicos do batólito ocorrem como uma sucessão de intrusões elipsoidais complexamente zonadas que, em direção a oeste, têm caráter progressivamente mais félsico e são mais afetadas por processos hidrotermais. Todos os plútons foram datados pelo método U-PB em monazita, e têm idades indistinguíveis, de \'DA ORDEM DE\'600 Ma. Os termos menos diferenciados são constituintes principais do granito Piedade; peculiar é a linhagem peraluminosa (muscovita-biotita granitos) de borda, que deve ter se gerado por forte contaminação de magmas básicos por material metassedimentar, e contrasta com a linhagem metaluminosa central (biotita granitos portadores de titanita) por exibir menor Mg#, maior Al, padrões de ETR mais fracionados, \'ANTIND. \'épsilon\' N\'\'d IND. T\' mais negativo (-14 a -15 versus -12 a -14) e maior \'ANTIPOT. 87 Sr\'/\' ANTIPOT. 86 S\'\'r IND. T\' (0,712-0,713 versus 0...

‣ Geocronologia e geoquímica pelo método dos traços nucleares: alguns exemplos de utilização em geologia aplicada; Geochronology and geochemistry by the nuclear track method: some examples of its utilization in applied geology

Poupeau, G; Soliani Jr, E
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Geociências Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Geociências
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1988 Português
Relevância na Pesquisa
27.214883%
Discute-se, neste artigo, um certo número de aplicações típicas do "método dos traços nucleares" em Geocronologia, em Geoquímica e em Geofísica. Em Geocronologia, após uma revisão dos princípios da datação por Traços de Fissão (TF) e dos tipos de eventos geológicos passíveis de mensuração por este método, apresenta-se algumas aplicações típicas em metalogenia e nos domínios da Geologia do Petróleo. Em Geoquímica, as utilizações atuais do método dos traços estão ligadas à detecção de jazidas e ao tratamento de minerais de urânio, seja através do emprego de técnicas de cartografia do urânio sobre lâminas petrográficas, seja de técnicas de prospecção, em escala de campo, baseadas na detecção das emanações de radônio-222 (222Rn). Em Geofísica, uma aplicação importante diz respeito à detecção e previsão de tremores de terra através de uma vigilância contínua das emanações de 222Rn nas proximidades das zonas de alto risco; Various applications of the "Nuclear Track Method" to Applied Geology and case studies are presented. In Geochronology, after a short review of the fission-track (FT) dating principles and main uses, one discuss some typical applications to Metallogeny and Petroleum Geology. In Applied Geochemistry...

‣ ESTRATIGRAFÍA, PETROGRAFÍA Y ANÁLISIS MULTI-MÉTODO DE PROCEDENCIA DE LA FORMACIÓN GUINEALES, NORTE DE LA CORDILLERA OCCIDENTAL DE COLOMBIA

Rodríguez,Gabriel; Arango,María Isabel; Zapata,Gilberto; Bermúdez,José Gilberto
Fonte: Boletin de Geología Publicador: Boletin de Geología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2016 Português
Relevância na Pesquisa
27.214883%
La Formación Guineales se localiza en el norte de la Cordillera Occidental, al oeste del municipio de Dabeiba (Antioquia). Aflora como una franja NNW con 30 km de largo y tiene un ancho entre 2 y 3 km, formando un monoclinal con disposición N 10° - 23° W y buza entre 53° - 70° E; está constituida por bancos de conglomerados polimícticos con intercalaciones de capas de areniscas. El análisis estratigráfico estableció un espesor de secuencia de 2.199,26 m en la vía Dabeiba - Mutatá, entre las quebradas Choromandó y Guineales. Las capas de areniscas fueron clasificadas como wacas líticas y litoarenitas; el análisis de procedencia de los cantos determinó varios periodos de deposición de conglomerados con predominio de clastos volcánicos y otros con predominio de clastos sedimentarios. Mediante el análisis multi-método se determina que las unidades de aporte volcánico fueron los Basaltos de El Botón (Mioceno superior), Diabasas de San José de Urama (límite cretácico inferiorjurásico) y el Complejo Santa Cecilia - La Equis (Eoceno inferior) y como aporte sedimentario las Sedimentitas de Las Cruces (Eoceno inferior) y las Litoarenitas, Limolitas y Lodolitas de Urrao (Cretácico superior). La geocronología U-Pb en circones de la matriz arenosa de los conglomerados agrupó intervalos desde el Mioceno (10...

‣ Geocronología de circones detríticos en capas del Jurásico inferior de las áreas de la Sierra de Catorce y El Alamito en el estado de San Luis Potosí

Venegas-Rodríguez,Gastón; Barboza-Gudiño,José Rafael; López-Doncel,Rubén Alfonso
Fonte: Instituto de Geología, UNAM Publicador: Instituto de Geología, UNAM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
El presente estudio incluye la descripción de posibles capas marinas del Jurásico Inferior expuestas en la Sierra de Catorce, San Luis Potosí y una comparación de éstas con capas marinas del Toarciano en la localidad El Alamito, al poniente de Rioverde, San Luis Potosí. Un primer reporte de la presencia de capas del Jurásico Inferior en la Sierra de Catorce, basado en la presencia de los amonites Vermiceras sp. y Arnioceras cf. Abjectum Fucini n. subsp., ha permanecido como dudoso desde 1956, debido a la falta de una descripción detallada de la ubicación de los afloramientos, así como a la falta de nuevos hallazgos de fauna. La geocronología de circones detríticos por la técnica de ablación láser con ICP-MS multicolector, aplicada a dos muestras de litarenitas de grano medio a grueso provenientes de las dos localidades arriba citadas, arroja los siguientes resultados: 1) Edades máximas del depósito en el Triásico Tardío-Jurásico Temprano, con base en los circones más jóvenes presentes en la roca; 2) tres fuentes primarias principales de los circones detríticos en ambas muestras, que incluyen basamento Grenvilliano (~900-1200 Ma), rocas de un basamento Pan-Africano (~500-700 Ma) y el arco magmático permo-triásico (~245-280 Ma); 3) escasos circones (n=2) que arrojaron edades jurásicas en la muestra procedente de El Alamito...

‣ Geocronología de circones detríticos de diferentes localidades del Esquisto Granjeno en el noreste de México

Barboza-Gudiño,José Rafael; Ramírez-Fernández,Juan Alonso; Torres-Sánchez,Sonia Alejandra; Valencia,Víctor A.
Fonte: Sociedad Geológica Mexicana, A.C. Publicador: Sociedad Geológica Mexicana, A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.214883%
En el noreste de México, el Esquisto Granjeno aflora en los núcleos de estructuras plegadas de la Sierra Madre Oriental, como el Anticlinorio Huizachal-Peregrina o los altos de Miquihuana y Bustamante, en Tamaulipas, y Aramberri en Nuevo León. El trabajo de campo y el estudio petrográfico han permitido reconocer las distintas litofacies y relaciones estratigráficas presentes en las diferentes localidades, así como el grado y estilo de deformación. Aunque la geocronología de circones detríticos, en muestras de los diferentes protolitos clásticos, permite reconocer procedencias principalmente grenvillianas (1250-920 Ma) y panafricanas (730-530 Ma), es relevante destacar algunas diferencias en la edad máxima del depósito que se puede interpretar para las muestras procedentes de las distintas localidades, que abarcan desde el Neoproterozoico hasta el Silúrico o posiblemente el Devónico. Asimismo, se observan algunas poblaciones con menor representación de circones, de edades proterozoicas y paleozoicas, que corresponden aparentemente a eventos tectonomagmáticos poco estudiados hasta el momento, como el magmatismo ordovícico-silúrico. El presente estudio sustenta un origen del Esquisto Granjeno estrechamente ligado a la porción noroccidental de Gondwana...